Queixumes

Fico um pouco cansada de ouvir as pessoas constantemente queixarem-se sobre os seus problemas, frustrações, medos e receios e nada fazerem para resolvê-los.
Começo a achar que o queixume é mesmo uma característica de personalidade de algumas pessoas, uma zona de conforto criada na mente de muitos que, assim, podem relaxar e ficar mais à vontade nas suas vidinhas e culpar as circunstâncias, a vida e os outros pelo mal que lhes acontece.
São várias as pessoas que ouço dizerem que a vida vai mal, que estão infelizes, que nada lhes corre bem, que não estão motivadas, que sentem-se fracassadas, que não são capazes, que...enfim, falam, falam, falam e fazem aquele olhar de quem sofre horrores na vida e não param um segundo para pensar na sua culpabilidade face à situação à sua volta.
Eu sei que nada tem estado fácil, que a situação económica está péssima, que as perspectivas não são boas e isso desanima qualquer ser humano. No entanto, também sei o que é ter problemas, sofrer, estar triste e desanimada e creio que todos já passamos, em alguma altura na vida, por uma ou outra situação menos boa ou mesmo muito má e que dar à volta por cima nem sempre é tarefa fácil, mas sou levada a crer que, por não ser fácil é que muitos deixam-se estar na merda.
Pior que ouvir lamentações que sabemos terem resolução, é tentar estender a mão a essas pessoas, dizer algumas palavras de alento e ter a nítida percepção que essas palavras estão a ser completamente ignoradas pois não interessam ouvir...estar na merda tornou-se conveniente.
Problemas económicos à parte, temos os problemas emocionais. Conheço algumas pessoas que, já desde alguns anos para cá, entraram numa aspiral de "eu não consigo" que não conseguem mesmo ultrapassa-los e ficam a matutar na questão diáriamente. Quem nunca passou por um desgosto de amor? Quem nunca sofreu uma rejeição? Quem nunca sofreu por um amor não correspondido? Faz parte da vida, do nosso ensinamento passar por situações desse género pois se tudo fosse fácil e sempre viável acabaríamos por ser ainda mais insensíveis e egoístas do que já somos, pois estaríamos convencidos que gostar e amar alguém são tarefas fáceis e viveriamos rodeados de atitudes do género "se tu não queres venha outra"! A par destas ajudas ignoradas, temos situações em que até a pessoa encontra uma saída para o seu problema, e quando falo em saída falo numa pessoa interessada e viram a cara para o lado pois "não estou numa boa fase para isso" ou "não quero envolver-me agora" quando envolvimento agora e já é conversa constante!! Não é fácil lidar com este tipo de pessoas e situações pois, por mais amigas e ouvintes que tentemos ser, acabamos nós por sentirmo-nos frustrados por não conseguir tirar a pessoa do "buraco" apesar de todas as ajudas que damos e tudo porque o "buraco" até tornou-se um sítio agradável de estar-se. Se assim é, por favor, parem com os queixumes, com as más caras, com os baixos-astrais e outros maus estados de espírito que só servem para afastar as pessoas ainda mais.
Parem de dizer que a vida é complicada. O ser humano é que complica!

3 comentários: