Momento cartoon #42

Momento musical

O fim-de-semana de festa

Foi um fim-de-semana inesquecível. Momentos como há muito não tinha de descontracção, de alegria e até mesmo de liberdade!


Depois de muito pensar e para não haver mais preocupações a P.e eu decidimos ir de comboio até Faro ter com o D. Chegamos lá com o rabiote quadrado é certo, são mais de 5h de viagem, mas sabíamos que estaríamos rumo à paz e às mini-mini-férias a que nos propusemos, longe de tudo e de todos. "As preocupações ficariam no norte", foi o que ficou combinado. E assim aconteceu!


Não conhecíamos ninguém mas isso não foi problema, havia carinho para todos e sentimos-nos parte do grupo. 
Depois de uma noite na qual a insónia pegou-me forte e apenas dormi uma hora (nunca vi tanta tv de uma só vez!!), Sábado fomos até à Ilha do Farol, carregados com o farnel para a noite e com os sacos-cama. Seria a aventura de dormirmos na praia. Eramos muitos. A viagem no barco foi sensacional, relaxante, rodeada de uma paisagem fantástica e a alegria de estarmos todos juntos.



Estendidos no areal, a noite começou a chegar e com ela o frio. Algum receio de passarmos a noite ao relento para o que faziam a experiência pela primeira vez. Nada como colocar uma música e zumbar na areia para aquecer. A P. lá nos ensina uns passos de zumba e o frio já não é companhia.


Quando a fome ataca no grupo vamos até À do João. Mesmo depois de comer umas sandes nada como uma sopa para aquecer a alma e prepararmos-nos para ir para a praia. Enquanto a malta continua na festa e nos comes intermináveis, eu, a P. e o D. vamos dando uma volta. Algum receio do frio faz-nos hesitar em continuar lá, mas quis o destino que a noite fosse mesmo passada ali, debaixo de um céu estrelado magnífico. Adoro um céu como aquele que vi em Faro! E ainda conseguimos ver algumas estrelas cadentes. Que noite! Fechados os sacos-cama estamos prontos para tentar dormitar, mas a noite convida à gargalhada e à boa-disposição. Repetia cada segundo daquela noite! 
Assim que amanhece fico maravilhada com o que vejo. Uma praia linda, iluminada pelos primeiros raios de sol, um mar calmo, uma brisa fresca, e montes de pessoas embrulhadas nos seus sacos-cama longe de acordar.


Mas nós não poderíamos ficar lá mais tempo, teríamos de apanhar o barco de retorno para termos tempo de preparar a viagem de regresso ao norte. Valeu-nos a corrida do D. até ao barco senão ficaríamos mesmo a ver navios. Como pessoa matinal que sou, adorei aquele passeio de barco logo pela manhã. Que sensação relaxante, que bem-estar.


E depois de um óptimo almoço la seguimos para a estação e feitas as despedidas entramos no comboio que nos trouxe de novo a casa. 
"Seria tão bom estarmos antes a chegar a Faro!" foi o pensamento comum quando eu e P. chegamos à estação de Campanhã. Tinha terminado a nossa aventura. Mas como é habito, tudo o que é bom termina depressa. Ficam as recordações dos excelentes momentos passados e a vontade de que mais aventuras nos surjam.

Resta-me agradecer ao D. pelo convite e pelo carinho com que nos recebeu e acolheu no seu meio. Esteve tudo excelente! Obrigada.

Novos amigos

É um facto que desconhecia em mim: adoro fazer novos amigos, conhecer novas pessoas e ouvir novas experiências de vida. Tenho gostado imenso das pessoas que nos últimos meses entraram na minha vida e que vão fazendo parte do meu quotidiano e dão-lhe uma luz imensa. 
Claro que não retiro valor aos amigos mais antigos, esses já têm o seu lugar no meu coração e ninguém lhes tira, mas esta necessidade de sair da concha tem-me feito procurar novos cantos, novas vozes, novos mundos. E mesmo sem querer tenho conhecido pessoas fantásticas, que tenho adorado conhecer.
Estou mesmo a precisar de expandir-me até para não sentir aquela solidão que de quando em vez gosta de vir bater na minha porta. 
Aos amigos que desde sempre fazem parte e aos que chegam agora, o meu obrigada por terem a capacidade de me fazer sentir tão bem.

Carta a ti

Hoje queria que pegasses em mim e fossemos dar uma volta ate ao fim do mundo. Voltar apenas quando nos sentíssemos cansados e esgotados da viagem, mas não um do outro. Isso nunca!
Queria ver paisagens contigo! Queria ter a tua mão a agarrar a minha e dizer a todos 'somos um, somos felizes.'
Gostava de te ter, de te ouvir, de roçar meu nariz no teu rosto e sentir a tua pele e o teu cheiro. Mesmo no fim do mundo iria sentir-me mais protegida, mais segura e mais feliz pois estarias ali comigo e o teu abraço seria a certeza que nunca me abandonarias. Poderia contar contigo para sempre.
Sabes, nem sei bem porque te escrevo já que o faço há tanto tempo e ainda não me disseste nada. Continuo a dizer a falta que me fazes e como seria importante estares aqui ou além, mas comigo, junto a mim. Escrevo-te desde sempre, desde que me conheço e que vi que me faltavas. Escrevo-te cartas de amor, de ódio, com promessas, alegrias e tristezas. Escrevo-te de forma continuada num silêncio quase que ensurdecedor sem uma resposta tua que me diga que estás por perto e que vens ao meu encontro. Mas escrevo-te porque preciso que o saibas que aqui estou e que tenho uma saudade por ti que não se esgota nem desaparece. Se há dias em que me esqueço de ti e passo bem sem ti, outros questiono-me por onde andas, se pensas em mim, se sentes a minha falta e se me procuras como eu a ti. 
E se tem dias que acho que sim, tem outros que penso em ti tão bem com a vida que nem sequer dás por minha falta e por isso não me respondes. Talvez seja a esperança nos seus altos e baixos ou talvez seja o coração a esfriar e a endurecer para melhor se preparar nesta viagem sem ti...

Com carinho
SM
Saber o que fazer, 
Com isto a acontecer, 
Num caso como o meu. 
Ter o meu amor,
Para dar e pra vender, 
Mas sei que vou ficar,
Por ter o que eu não tenho, 
Eu sei que vou ficar. 
É de pedir aos céus, 
A mim, a ti e a Deus,
Que eu quero ser feliz, 
É de pedir aos céus.

Amor Electro - A máquina (Acordou)

Tem horas que basta um abraço para o mundo parecer perfeito...

Being in love is giving someone the power to break your heart, but trusting them not to.

Acorda Sílvia Maria!! Acorda!!
‎"All prayers are answered if we are willing to admit that sometimes the answer is 'no."

unknown

Today is one of the days


A little to hard...
And it's so true...

Cansei de ser razão. Eu quero ser emoção e sentimento, porque o bom da vida é o frio na barriga e o coração acelerado.

Não importa o acontecimento. No mundo, sempre haverá alguém com um ponto de vista diferente do seu.

Momento musical



When I get to Warwick Avenue
Meet me by the entrance of the tube
We can talk things over a little time
Promise me you won't stand by the light

When I get to Warwick Avenue
Please drop the past and be true
Don't think we're okay
Just because I'm here
You hurt me bad but I won't shed a tear

I'm leaving you for the last time baby
You think you're loving,
But you don't love me
And I've been confused
Outta my mind lately
You think you're loving,
But I want to be free, baby
You've hurt me.

When I get to Warwick Avenue
We'll spend an hour but no more than two
Our only chance to speak once more
I showed you the answers, now here's the door

When I get to Warwick Avenue
I'll tell ya baby there we're through

I'm leaving you for the last time baby
You think you're loving,
But you don't love me
I've been confused
outta my mind lately
You think you're loving,
But you don't love me
I want to be free, baby
You've hurt me.

All the days spent together
I wish for better,
But I didn't want the train to come
Now it's departed, I'm broken hearted
Seems like we never started
All those days spent together
When I wished for better
And I didn't want the train to come.
No, no.

You think you're loving
But you don't love me
I want to be free, baby
You've hurt me
You don't love me
I want to be free
Baby you've hurt me

Mas eu queria mesmo perguntar-te...

"Truth or Dare?" 
Boy: "Dare!" 
Girl: "I dare you to love me." 
Boy: "That's not a dare, that's the truth!" 

É por isso que sinto orgulho...



...em ser portuguesa!!
Enche-me o peito de orgulho e alegria por fazer parte deste país! Não queria ter nascido em mais lado algum!

E o presente?

Recebido por mail (obrigada JM)

Esse é que interessa viver...
Nem de propósito passa na rádio "whatever tomorrow brings i'll be there, with open arms and opens eyes, yeah!" (Incubus -Drive) 
Quando o amanhã chegar, chegou, enquanto isso vivo o presente. E para que o amanhã traga o que desejamos, temos de o construir no presente...E se hoje não der:


The best thing you can do is find a person who loves you for exactly what you are.

Details i like 14













In: Achados de decoração


"O meu mundo não é como o dos outros, quero demais, exijo demais; há em mim uma sede de infinito, uma angústia constante que eu nem mesma compreendo, pois estou longe de ser uma pessimista; sou antes uma exaltada, com uma alma intensa, violenta, atormentada, uma alma que não se sente bem onde está, que tem saudade… sei lá de quê! ".

Florbela Espanca, «Cartas a Guido Battelli» 

A minha vida é assim: não consigo ter vários momentos divertidos seguidos. Depois de um divertido vem o seguinte normalmente em forma de uma bofetada.
E pior, não há mesmo maneira de me habituar a isto!

Laugh at the confusion, smile through the tears & keep reminding yourself that everything happens for a reason.

"Eu aprendi que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nos precisa de um amigo brincalhão para se divertir conosco."

William Shakespeare

A sensação é estranha: tanto tenho um ligeiro aperto no peito como a sensação de que ficou bem mais quentinho...

Eu sei que todos os dias quando eu acordo, Deus dá um sorriso e me diz: "Estou a dar-te a chance de tentar de novo."

O melhor presente que você pode dar é um abraço: ele é tamanho único, e ninguém vai se importar se você quiser devolvê-lo.
Vou estar ausente por uns dias, vou passear, vou andar de comboio, vou até à praia e vou divertir-me, vou rir-me, vou fazer amigos e vou descansar.
Até já...
Às vezes, a coisa mais difícil de fazer é perdoar quem você ama. Quando você perdoa, perdoa por amor. Nunca por ser uma pessoa boa.


E por isso muitas vezes perdoamos quem não merece perdão!
“You have to decide what your highest priorities are and have the courage—pleasantly, smilingly, nonapologetically—to say no to other things. And the way to do that is by having a bigger yes burning inside.”

Stephen Covey

Correspondência à moda antiga


Gostava de voltar a ter o hábito de me corresponder à moda antiga com papel, caneta, envelope e selo! Já tive vários correspondentes nacionais e mesmo internacionais e era imensamente engraçada toda a dinâmica que envolvia o processo de nos correspondermos. O receber a carta, a expectativa de ler o que nosso penfriend tinha a contar-nos, ver a sua letra e sentir o papel sabendo que esteve nas mãos do nosso amigo, tudo isso dava carisma ao acto de corresponder por carta. Adorava, mas o hábito foi-se perdendo, nem sei se culpa minha ou falta de resposta, muito tempo já se passou desde essa altura. Mas gostava de reaver. Ainda hoje guardo todas as cartas que recebi, algumas mesmo com fotografias. Estão guardadas numa caixa, bem cheia, com envelopes de varias cores e tamanhos, letras da mais variada forma. E por momentos dou por mim a pensar como estarão todos esses meus amigos...

Um dia pergunto-te...

Momento musical



My love
I’ll never find the words, my love
To tell you how I feel, my love
Mere words could not explain
Precious love
You held my life within your hands
Created everything I am
Taught me how to live again

Only you
Cared when I needed a friend
Believed in me through thick and thin
This song is for you
Filled with gratitude and love

God bless you
You make me feel brand new
For God blessed me with you
You make me feel brand new
I sing this song ’cause you
Make me feel brand new

My love
Whenever I was insecure
You built me up and made me sure
You gave my pride back to me
Precious friend
With you I’ll always have a friend
You’re someone who I can depend
To walk a path that never ends

Without you
My life has no meaning or rhyme
Like notes to a song out of time
How can I repay
You for having faith in me

Ascensão

"Existe um conflito interior que é a chave da roda das encarnações. O ser desce, encarna por estar preso à roda das encarnações. Está preso pelo fio do conflito. Enquanto houver conflito interior, enquanto o ser não se pacificar com os seus próprios opostos, não consegue ascender e consequentemente sair da roda das encarnações.

Perder conflito é compreender que o mundo é feito de opostos. É acreditar, por mais difícil que seja, por mais abrupta que pareça essa realidade, que esses mesmos opostos podem coexistir. No dia em que acreditares que duas coisas diametralmente opostas podem coexistir. No dia em que acreditares que podes
ter as tuas opiniões e o outro pode ver o mundo de outra maneira e ter as suas próprias opiniões.

No dia em que deixares de julgar que as tuas opiniões estão certas e que as do outro estão erradas, e compreenderes que são apenas duas opiniões. Apenas duas formas de ver a vida. Apenas dois opostos do mesmo eixo. E que nenhuma é melhor nem pior do que a outra. Porque na vida cabem essas duas maneiras de ver o mundo, mas cabem muitas mais. E todas estão correctas. E todas são viáveis. E todas são possíveis.

No dia em que tu próprio, dentro do teu peito, deixares coexistir duas emoções antagónicas, pelo simples motivo de que existem e pronto. Sem te julgares,sem achares que uma emoção é melhor ou pior do que a outra. No dia em que conseguires vibrar por esta frequência tão alta e tão improvável para um ser humano.

Nesse dia, o conflito será abolido. (...)"

Alexandra Solnado

Estão quase, quase lá!!!

Fiz as pazes contigo

Hoje sonhei com o passado e o passado no sonho era presente e sorria para mim, feliz. Penso que, talvez, possa significar que as mágoas foram e ficaram apenas as boas recordações. Tem surgido algumas vezes timidamente com um sorriso mas desta vez estava próximo, bem próximo. Apesar de não gostar deste tipo de sonho pelo desconforto que me causa ao acordar, senti-me aliviada. Demorou mas já não guardo nenhum peso na alma. Sarou! 

Yesterday, today, tomorrow
Fade away like frozen photographs
Remember, forget
Forever.
Lie.

Beautiful lie

Isolamento precisa-se

Hoje é daqueles dias que me apetecia o isolamento completo!
Não consigo ouvir barulho, não consigo que ninguém fale para mim sem me enervar por dentro ou sentir um enorme incómodo apenas por ouvir as suas vozes...
Hoje é daqueles dias em que me apetecia simplesmente estar no meu canto e conseguir chorar para aliviar um pouco, para me sentir melhor, para lavar a alma.
Noites sem dormir, carregadas de pesadelos têm tornado meu dia-a-dia cansativo e saturante e sem vontade alguma de ir para a cama.
Não consigo compreender porque as noites se tornaram literalmente num pesadelo quando estou confortável, num sítio seguro, em minha casa. Não entendo quando tenho um dia pacato, um deitar sossegado de suave leitura e um soninho agradável. Não entendo. 
Hoje era daqueles dias em que me apetecia simplesmente estar no meu casulo...

Dia Internacional da Amizade


A gente não faz amigos, reconhece-os.

Amor moderno


"Neste exato momento, alguém que tu não conheces está a pensar como seria bom encontrar uma pessoa como tu."
“Those who have never known the deep intimacy and the intense companionship of happy mutual love have missed the best thing that life has to give.”

Bertrand Russell