Momento musical

A somar pontos de conhecimento

Há fins-de-semana que são curtos mas tão preenchidos de aprendizagem. 
Conversas que nos ensinam, nos fazem pensar, nos dão as respostas que precisamos (às vezes substituem por novas dúvidas).
Foi pequeno o fim-de-semana. Tive pouco tempo para mim e ao mesmo tempo tudo o que fiz foi em prol de mim. Se saio satisfeita? Em alguns pontos sim, bastante até, em outros foi um pouco mais do mesmo, nos que sobram foi finalmente entender que, por mais voltas que se dê, por mais que se lute, por mais que se pense, por mais que queiramos que algo siga um caminho por nós traçado e idealizado, não há mesmo forma de fazer as coisas do nosso jeito. Não está nas nossas mãos.
Sem desenvolver mais até porque estaria a cometer o erro de persistir e insistir, estou pronta, ansiosa até, que novidades surjam. A saturação de andar na roda tipo rato já leva-me a desejar de forma intensa que realmente a roda parta e pare. 
Não tenho a menor dúvida que a vida está repleta de surpresas e milagres acontecem todos os dias, mesmo que não nos apercebamos deles. Tenho fé e isso chega por agora.



Momento musical


Sem chocar sensibilidades confesso-me não fã dos D.A.M.A., mas esta música gosto de ouvir grande parte pela excelente participação do Gabriel o Pensador que considero um 'escritor/cantor' fenomenal.
Algumas passagens da música fazem todo o sentido e a música cativou-me logo pelo ' Já fui ao fundo do poço para ver que o poço tem fim'. Adorei! Uma simplicidade tão boa na frase mas de um sentimento imensamente profundo, ironias à parte, para quem conhece bem essa viagem do poço.
'Tirei a corda do pescoço e fiz um laço para mim, com esse laço lacei uma paixão que voava e me apaixonei pela vida' - coisa mai linda! Este homem é ou não um poeta da vida?

Back to the Future, today


No filme de culto "Back to the Future", Doc Brown e Marty McFly viajam 30 anos no futuro...Exactamente para o dia de hoje! 21 de Outubro de 2015!
Carros voadores ainda não são uma realidade, mas existem hoverboards. Sapatilhas que se apertam sozinhas também não mas drones, scanners de impressões digitais e VR headphones são bastante comuns.

Não deixa de ser bastante caricato como na altura tudo parecia tão longínquo e hoje é o dia. O futuro chegou pessoal! ;)

Como é que se Esquece Alguém que se Ama?

Como é que se esquece alguém que se ama? Como é que se esquece alguém que nos faz falta e que nos custa mais lembrar que viver? Quando alguém se vai embora de repente como é que se faz para ficar? Quando alguém morre, quando alguém se separa - como é que se faz quando a pessoa de quem se precisa já lá não está? 

As pessoas têm de morrer; os amores de acabar. As pessoas têm de partir, os sítios têm de ficar longe uns dos outros, os tempos têm de mudar Sim, mas como se faz? Como se esquece? Devagar. É preciso esquecer devagar. Se uma pessoa tenta esquecer-se de repente, a outra pode ficar-lhe para sempre. Podem pôr-se processos e acções de despejo a quem se tem no coração, fazer os maiores escarcéus, entrar nas maiores peixeiradas, mas não se podem despejar de repente. Elas não saem de lá. Estúpidas! É preciso aguentar. Já ninguém está para isso, mas é preciso aguentar. A primeira parte de qualquer cura é aceitar-se que se está doente. É preciso paciência. O pior é que vivemos tempos imediatos em que já ninguém aguenta nada. Ninguém aguenta a dor. De cabeça ou do coração. Ninguém aguenta estar triste. Ninguém aguenta estar sozinho. Tomam-se conselhos e comprimidos. Procuram-se escapes e alternativas. Mas a tristeza só há-de passar entristecendo-se. Não se pode esquecer alguem antes de terminar de lembrá-lo. Quem procura evitar o luto, prolonga-o no tempo e desonra-o na alma. A saudade é uma dor que pode passar depois de devidamente doída, devidamente honrada. É uma dor que é preciso aceitar, primeiro, aceitar. 
É preciso aceitar esta mágoa esta moinha, que nos despedaça o coração e que nos mói mesmo e que nos dá cabo do juízo. É preciso aceitar o amor e a morte, a separação e a tristeza, a falta de lógica, a falta de justiça, a falta de solução. Quantos problemas do mundo seriam menos pesados se tivessem apenas o peso que têm em si , isto é, se os livrássemos da carga que lhes damos, aceitando que não têm solução. 
Não adianta fugir com o rabo à seringa. Muitas vezes nem há seringa. Nem injecção. Nem remédio. Nem conhecimento certo da doença de que se padece. Muitas vezes só existe a agulha. 
Dizem-nos, para esquecer, para ocupar a cabeça, para trabalhar mais, para distrair a vista, para nos divertirmos mais, mas quanto mais conseguimos fugir, mais temos mais tarde de enfrentar. Fica tudo à nossa espera. Acumula-se-nos tudo na alma, fica tudo desarrumado. 
O esquecimento não tem arte. Os momentos de esquecimento, conseguidos com grande custo, com comprimidos e amigos e livros e copos, pagam-se depois em condoídas lembranças a dobrar. Para esquecer é preciso deixar correr o coração, de lembrança em lembrança, na esperança de ele se cansar. 


Miguel Esteves Cardoso, in 'Último Volume' 

Pensamento matinal

«Se tem remédio, porque te queixas? 

Se não tem remédio, porque te queixas?»

 Provérbio oriental

Pensamento matinal

"You cannot be lonely if you like the person you're alone with."

Dr. Wayne W. Dyer.

Hoje só Te peço

Deus ajuda-me a esquecer! Por favor!
Dá-me a companhia que preciso para distrair-me, a luz que preciso para seguir um pouco mais em frente, a paz que preciso para não mais sentir os mini ataques cardíacos que sinto.

Sagittarius

'A radical transformation of your daily routine is definitely in the wind. You may decide to get an advanced degree or move to a foreign country or become more involved with a group. Even for someone as adventurous as you, this particular change might seem outrageous. Don't worry about it. Follow your heart. Such opportunities often arise only once in a lifetime!'

I Like this... 

Pensamento matinal

«O amor por uma pessoa deve incluir os corvos do seu 

telhado.»

 Provérbio chinês