FELIZ ANO NOVO PARA TODOS!!!

Reflicta


"Nunca se ache demais, pois tudo o que é demais sobra, tudo o que sobra é resto e tudo o que é resto vai para o lixo.
"
Autor desconhecido

Ainda tenho medo de fantasmas

Quando eramos mais novas, eu e minha irmã dormiamos juntas, na mesma cama de casal, era uma loucura, uma aventura, super giro. Como irmã mais velha claro que, no que tocava a torturas psicológicas, minha irmã fez tudo o que consta no figurino. Quantas vezes eu não me atrasava ao vestir o pijama e ela, já deitadinha na cama e toda tapadinha dizia para eu andar depressa porque senão vinha o "Papa mãos" e comia-me as mãos! Consequências? Hoje, com 28 anos, não consigo dormir de mãos de fora! Mas é que nem pensar! Aquela figura que construi na minha mente de uma caveira a entrar pela janela e a vir atrás das minhas mãos persegue-me até aos dias de hoje. Quantas não foram as noites que acordei com as mãozinhas de fora e entrei em pânico!!
Com alguma psicanálise eu recompunha-me, mas não vale a pena pois até gosto de dormir bem cobertinha!

No início do ano tive principios de uma depressão e fui ao psiquiatra. Diga-se desde já que foi o dinheiro mais mal gasto até hoje (a seguir ao mestrado!!!). Para dormir em condições foram-me receitados uns comprimidos cujos efeitos secundários incluiam demasiada ansiedade! Não se percebe, certo? Para dormir e causam ansiedade...enfim!!! Tive que suspender pois já não aguentava ver caras em tudo quanto era lado. Verdade! Eu via caras no chão, nas paredes, na roupa...

Uma manhã estava eu descansadinha a vestir-me para ir trabalhar, sentadinha na caminha quando olho para a porta do meu quarto que se encontrava fechada. Até aqui tudo normal. Mas por entre aquele olhar apático de sono eis que minha mente identifica uma cara na madeira da porta! Não pode ser!! Pode pode! C'a grande susto levei. Mas pronto, era da medicação, teria que esperar que os efeitos desaparecessem com a suspenção da toma. No dia seguinte, vi-a outra vez e com o coração aos pulos chamei minha mãe, que já a par das minhas alucinações, foi meio que arrastada até ao meu quarto. Sentei-a na cama e apresentei-lhe o "problema". E não é que afinal eu não estava maluca? O raio da careta estava lá mesmo e até minha mãe viu?!? Ah pois é!!

Nos dias que se seguiram andava transtornada porque não conseguia estar no meu quarto descansada com aquela cara, que até não é nada simpatica mas sim maquiavélica, a "olhar" para mim. Para bem da minha saúde mental cobri aquela coisa com papel e assim ficou até ao fim-de-semana passado, altura em que decidi que o meu quarto merece uma porta sem papel colado e descolei. Big mistake!!! Eu nem sequer olho para aquela zona da porta mas incomoda-me tanto aquilo ali...até me custa ir para a cama! É chegar ao quarto, abrir a cama e enfiar-me la dentro toda coberta! Nem sequer tenho coragem de ficar sentadinha a ler um livro! Vou ter de tapar aquela coisa de novo para o bem da minha saude mental!

Resumindo e concluindo, aceitam-se números de telefone de bons psicologos para a zona Norte por favor! Brincadeirinha!!!

Venha lá 2010

Vejo tudo e todos a fazerem um balanço de 2009 já que nos aproximamos do seu final. Eu não o farei! Recuso-me com todas as minhas forças a fazê-lo! Fui fazendo ao longo deste ano, reflectindo, pensando, e existe tanta coisa que prefiro ver bem enterradinha que nem sequer quero um vislumbre do que foi este ano. Passou passou, finito, acabou, caput!
Aguardo esperançosa o novo ano e vou abraça-lo carinhosamente, sem grandes expectativas para não me desiludir novamente, mas com alegria e muito amor!
Tudo alinhavado para o jantar do Ano Novo, amigos reunidos para comemorar juntos e com muita alegria no ar! É tudo o que preciso para dar as boas vindas a 2010! O resto é para se ir vivendo!

Momento musical



When I look into your eyes
I can see a love restrained
But darling when I hold you
Don't you know I feel the same

'Cause nothing lasts forever
And we both know hearts can change
And it's hard to hold a candle
In the cold november rain

We've been through this such a long, long time
Just trying to kill the pain, oh yeah

But lovers always come
And lovers always go
An no one's really sure
Who's letting go today walking away

If I cold take the time
To lay it on the line
I could rest my head
Just knowing that you were mine, all mine

So if you want to love me
Then darling don't refrain
Or I'll just end up walking
In the cold november rain

Do you need some time... on your own
Do you need some time... all alone
Everybody needs sometime... on their own
Don't you know you need sometime... all alone

I know it's hard to keep an open heart
When even friends seem out to harm you
But if you could heal a broken heart
Wouldn't time be out to charm you

Sometimes I need some time... on my own
Sometimes I need some time... all alone
Everybody needs some time... on their own
Don't you know you need some time... all alone

And when your fears subside
And shadows still remain
I know that you can love me
When there's no one left to blame

So nevermind the darkness
We still can find a way
'Cause nothing lasts forever
Even cold november rain

Don't ya think that you need somebody
Don't ya think that you need someone
Everybody needs somebody
You're not the only one
You're not the only one

Guns N' Roses
November Rain

Momento cartoon #21

O caos chegou à minha zona!!!

Ontem à noite foi o dilúvio. A chuva caia sem parar a um ritmo alucinante acompanhada de trevoada e vento forte. Sabia que ia ser uma noite caótica mas não imaginava o quanto. Deitada no sofá coberta por uma manta comentava com a minha mãe que amanhã é que iriamos ver nas notícias o resultado daquela chuva toda. E assim aconteceu.
Esta manhã, ao dirigir-me para o trabalho, tive apenas um vislumbre dos estragos causados pela forte carga de água que se abateu sobre minha área de residência. Estradas alagadas de água e lama, muros derrubados, ferro partido, casas inundadas com a Protecção Civil a dar assistência...assustou-me ver este cenário. O rio Tinto, maioritariamente entubado agora com as obras do metro, ganhou um caudal à muito não visto e sem espaço para escoar destruiu grande parte dos sítios por onde ainda passa. Se Rio Tinto já estava caótico com as obras do metro, agora nem imagino como estará!
Enquanto eu dormia descansada no conforto da minha casa, várias pessoas passavam uma noite de pânico com água a inundar as suas casas e carros. Qualquer altura é má, mas em vésperas de Natal parecem deixar marcas mais fundas.
A chuva deu tréguas por enquanto, espero mesmo que pare...

As vezes que ouço isto...


Viver não custa
Custa é saber viver!!
E não é que têm razão?!?

Piadinha

Numa reunião internacional de mulheres pela emancipação ouviu-se:

Bom dia, o meu nome é Karen, sou alemã e disse ao meu marido:
Franz, faz o jantar, quero um bife!
No primeiro dia, não vi nada, no segundo não vi nada, mas no terceiro, o Franz preparou-me um delicioso roast-beef.

Aplausos e grande ovação na sala!

BRAAAAAVOOOO!!!'


Bom dia, chamo-me Carla e sou italiana. Um dia disse ao meu marido:
Luigi, a partir de amanhã, limpas a casa. No primeiro dia não vi nada, no segundo dia não vi nada, mas no fim do terceiro dia, Luigi tinha aspirado toda a casa.

Aplausos e ovação da sala.

BRAAAAAVOOOO!!!'


Bom dia, chamo-me Michelle e sou francesa. Um dia disse ao meu marido:
François, a partir de hoje lavas a roupa da casa. No primeiro dia não vi nada, no segundo dia não vi nada, mas no fim do terceiro dia, François tinha feito 4 máquinas de lavar.

Aplausos e ovação da sala.

BRAAAAAVOOOO!!!'


Bom dia, sou a Alzira e sou portuguesa. No mês passado, disse ao meu esposo:
Oh Manel, a partir de amanhã, lavas a louça todos os dias!
No primeiro dia não vi nada, no segundo dia não vi nada, mas no terceiro já comecei a ver alguma coisa do olho esquerdo...!

Namorado ao domicílio...

Minha Mãe está mesmo aflitinha para que eu arranje um namorado. Deve estar mais do que farta (apesar de o negar) de me ver lá por casa e acha que com esta idade eu tenho mesmo é que bater a asa para fora dali. E tem razão!!! Eu própria tenho esse desejo, de sair de casa, não de arranjar namorado, e sei que já está mais do que na altura e não preciso de companhia masculina para o fazer, mas é tão confortável a casa da Mãe, tenho tantos miminhos que não terei se fôr morar sozinha...
Mas, voltando à questão do namorado. A vontade de minha Mãe é tanta que, no outro dia foram bater lá em casa para promover o MEO e eu fui abrir a porta. Não demorei muito tempo pois não tenho paciência para essas coisas. Quando regresso junto da minha Mãe ela pergunta-me:

Mãe: quem era?
Eu: era para promover isto - digo eu mostrando o folheto do MEO.
Mãe: é que ouvi uma voz de homem...
Eu: sim...era um moço que queria apresentar o MEO, saber se estavamos interessados.
Mãe: e ao menos era giro?
Eu: Mããeeee!!!

Nos dias que se seguiram o rapaz lá voltou a casa para falar com o responsável, o Sr. meu Pai. Dei de caras com ambos ainda à porta de casa, estava eu de saida. Ele reconheceu-me e disse: "estou aqui de novo!" (Ainda bem para ele não é?!?) Quando estou a entrar no carro vejo meu Pai e o rapazola entrarem em casa. "Mas que raio?!?" - pensei eu! No dia seguinte minha mãe conta-me que ele estava muito bem lá em casa, sentadinho no sofá a conversar sobre tudo e mais alguma coisa e nem queria ir embora...E diz-me isto com cara de caso apontando para o folheto do MEO. E continua:

Mãe: vês aqui? - a apontar para a zona de contactos no folheto - Disse ele que, para além do telefone da empresa, deixava aqui o número pessoal caso precisassemos de alguma coisa!

Tenho mesmo que sair de casa não tenho?!?

Frase da semana


“O Amor nunca pode ser uma responsabilidade. O Amor é liberdade. O Amor é não colocar condições, não colocar entraves. O Amor é libertar e rejubilar-se com o resultado dessa libertação.”

in “Aprenda a Viver sem Stress” de José Micard Teixeira

Selo de Natal

Atribuido pelo Saga do Midnight Club a quem agradeço e retribuo!
As regras são as seguintes:

- Enumerar 5 livros que gostaria de receber pelo Natal: só tenho 3...

Caim de José Saramago
Qualquer um de JoséMicard Teixeira
Lost Symbol de Dan Brown

- Oferecer o selo no mínimo a três blogues:

Momento musical



I could feel at the time
There was no way of knowing
Fallen leaves in the night
Who can say where they're blowing
As free as the wind
And hopefully learning
Why the sea on the tide
Has no way of turning

More than this - there is nothing
More than this - tell me one thing
More than this - there is nothing

It was fun for a while
There was no way of knowing
Like a dream in the night
Who can say where we're going
No care in the world
Maybe I'm learning
Why the sea on the tide
Has no way of turning

More than this - there is nothing
More than this - tell me one thing
More than this - there is nothing

Bryan Ferry
More than This

As diferenças na escola: 1969 vs 2009



"Todos pensam em deixar um planeta melhor para os nossos filhos... Quando é que pensarão em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"

Uma criança que aprende o respeito e a honra dentro da própria casa e recebe o exemplo dos seus pais, torna-se um adulto comprometido em todos os aspectos, inclusive em respeitar o planeta onde vive...

Como é?!?


Então a terra tremeu e ninguém avisa?!?

O que acontece quando o pai é designer gráfico










Demais!!!

It burns!


Tem estado um frio do caraças mas ontem adormeci com as orelhas a arder!

A Amizade... a quê?!?

Estou com sérias dúvidas relativamente à amizade. Quer parecer-me que é um conceito que está mais frágil a cada dia que passa, para mim!
Sempre dei muito valor à amizade e cheguei a ter várias discussões por causa disso em que defendia a importância dos amigos na minha vida, aliás, coloquei meu futuro em causa pela amizade...mas começo a desconfiar que lutei, durante este tempo todo, por apenas representações de pessoas, idealizações que fiz na minha mente, quando, na realidade, esses amigos nunca existiram e as pessoas que defendi não mereciam sequer minha consideração. Hoje sinto-me completamente deslocada!
Quer parecer-me que estive, desde sempre, enganada acerca das pessoas, de mim mesma, da ideia que fazia acerca da amizade. Desconfio que, se calhar, eu não sei o que é amizade pois não vou de encontro a quase ninguém que conheço. Eu já abri mão por amigos, lutei por amigos, chateei-me por amigos, chorei por amigos e hoje sei, com toda a certeza, que devia ter feito isso tudo apenas por mim mesma!
Preciso de alargar meu campo de conhecimentos e encontrar as pessoas que melhor se "encaixem" na minha forma de ser e estar na vida, que apreciem o mesmo que eu e, principalmente, que apreciem a minha companhia como eu a delas.
Amigos precisam-se!

Estrengeirismos


Tenho um colega que insiste em dizer "de repentemente"!
E afirma aquilo com toda a certeza...

Em resumo


Boa tarde sim!

Começo a ficar cansada que as pessoas digam "Boa tarde" e logo a seguir rematam dizendo "...como quem diz, porque com esta chuva não é nada boa tarde!"
É boa tarde, sim senhora!! Então porque não haveria de ser?!? Estamos bem, com saudinha, felizes da vida, vamos deixar-nos abater porque está a chover lá fora? Se não fôr a chuva é porque está frio, se não fôr o frio é porque está calor demais...nunca estão satisfeitos! Arre!!
Tenho dito...

Todos os dias são um presente

O esforço que estou constantemente a fazer para manter a calma e a paz de espírito!
Tem coisas que insistem em querer chatear-me, tirar-me do sério e fazer-me serrar os dentes de nervos mas lá respiro com calma, espero uns segundos e a paz regressa. É um exercício que tenho vindo a fazer desde que tomei a decisão de que minha vida tomaria um novo rumo. Não deixo que nada estregue o meu dia.
Todos os dias passaram a ser importantes para mim, mesmo que não aconteça nada de especial. Passaram a ser motivo para sorrir, de fazer planos, de aproveitar o momento mesmo que seja de dolce fare niente. Ainda ontem estava meu Pai a ver a sua colecção de garrafas. O orgulho que ele tem de ter imensas garrafas de Ginginhas, Vinho do Porto e outros de colheitas de muitos anos atrás. "Esta vale dinheiro..." dizia ele segurando uma garrafa de Aguardente. "Era da adega do Sr. Oliveira e davam-se 200€ por ela se eu quisesse". Mas, de que vale o valor da garrafa se não vais disfrutar dela? Foi o que questionei ao meu Pai. Compreendo que seja um coleccionador e lhe dê gozo ver aquilo ali, mas a sua expressão de agrado por uma coisa engarrafada que nunca vai experimentar levou-me a dizer-lhe que não fazia sentido guardar mas sim disfrutar pois as garrafas ficarão ali, nós não e por isso temos que aproveitar as coisas enquanto estamos cá.
Este é o meu lema. Não me quero apegar as coisas ou deixar de usa-las para guarda-las e vê-las de vez em quando. Muitas vezes fiz isso com roupa que guardava para uma ocasião especial e quando ia a vestir já não me servia!!! Mais vale um momento bem passado a disfrutar um cálice de Vinho do Porto do que ter a garrafa ali guardada, no meio das outras à espera do nada e que ali vai ficar deixando apenas o gosto de ser parte de uma colecção. Eu entendo a importância dos objectos para um coleccionar mas, e que tal coleccionar bons momentos e alegrias? Não são palpáveis e isso faz diferença, eu sei, mas são a razão pela qual fazemos este caminho, ou deveriam ser.

Momento musical



I gotta take a little time,
A little time to think things over
I better read between the lines,
In case I need it when I'm older
Aaaah woah-ah-aah

Now this mountain I must climb,
Feels like the world upon my shoulders
Through the clouds I see love shine,
It keeps me warm as life grows colder

In my life
There's been heartache and pain
I don't know
If I can face it again
Can't stop now,
I've travelled so far,
To change this lonely life

I wanna know what love is,
I want you to show me
I wanna feel what love is,
I know you can show me
Aaaah woah-oh-ooh

I'm gonna take a little time,
A little time to look around me
I've got nowhere left to hide,
It looks like love
Has finally found me

In my life
There's been heartache and pain
I don't know
If I can face it again
Can't stop now,
I've travelled so far,
To change this lonely life

I wanna to know what love is,
I want you to show me
I wanna feel what love is,
I know you can show me
I wanna know what love is,
I want you to show me
(And I wanna feel)
I wanna feel what love is
(And I know)
I know you can show me

Let's talk about love
(I wanna know what love is) the love that you feel inside
(I want you to show me) I'm feeling so much love
(I wanna feel what love is) no, you just cannot hide
(I know you can show me) yeah, woah-oh-ooh
I wanna know what love is, let's talk about love
(I want you to show me) I wanna feel it too
(I wanna feel what love is) I wanna feel it too
And I know, and I know, I know you can show me

Show me what is real, woah (woah), yeah I know
(I wanna know what love is) hey I wanna know what love
(I want you to show me), I wanna know, I wanna know, want know
(I wanna feel what love is), hey I wanna feel, love
I know you can show me, yeah

Foreigner
I Wanna Know What Love Is

Nada a dizer

Eu até gostava de ter alguma coisa para escrever. Queria partilhar algo convosco e contribuir para um blog mais activo...mas não está fácil.

Vou vagueando pela blogosfera numa tentativa de obter alguma inspiração para um post jeitoso. Observo como é engraçado que escrevem sobre tudo e mais alguma coisa, desde coisas fantásticas a coisas que não interessam nem ao menino Jesus! Desde os cereais e as bolachas que comem, ao frio que decidiu aguçar a nossa vontade de ficar na cama, passando pelos cremes e batons que usam...Temos de tudo!

Na blogosfera partilhamos vidas, pensamentos, estados de espírito, desabafos, gostos...É tipo um grande grupo de amigos que diariamente se reunem, apesar de nunca se verem, e conversam sobre coisas banais. Quase nos falta fazer a ronda logo pela manhazinha a dar os bons dias à malta e despedirmo-nos no final.

É uma experiência engraçada até porque mesmo os assuntos que, digamos, não têm assim tanto interesse quanto isso, acabam por atrair os amigos, as visitas, como se fosse um habito, uma forma simpática de mostrarmos nosso interesse e carinho uns pelos outros.

Mas na mesma assim, continuo sem assunto...

Help...


Estou tão fartinha de estar aqui e estou com tanto soninho que já nem penso em condições.
Não me apetece fazer rigorosamente nada e falta tanto para ir para casa e descansar...

Prendas

Ando a comprar as prendas de Natal aos pinguinhos! Aproveito a semana depois do trabalho para passar no shopping e ir vendo as lojas à procura de ideias. Queria já despachar tudo isto antes da confusão que se avizinha mas não está fácil. Ainda ontem fui cheia de vida ao centro comercial e a única pessoa que saiu a ganhar foi a minha mãe. Foi a única prenda que comprei...

Já comprei algumas prendinhas para amigas mais chegadas, agora só falta mesmo pai, mana, cunhado (este Natal e aniversário) e sobrinha. É muita gente e poucas ideias!

Agora para mim mesma ideias não faltam...é cada coisinha mais linda a chamar por mim!!! Vi uma carteira tão gira...já dei a dica lá em casa..vamos a ver se cola! Aí...malditas tentações!!!

Momento cartoon #19


Eu sou boa gente

Como passei a reflectir um pouco mais sobre mim passei a reparar que existem imensas coisas das quais me sinto orgulhosa.

Algumas pessoas não se identificam comigo, outras criticam se tenho bom ou mau feitio, se sou acessível, simpatica e outras coisas mais. Decidi que o mais importante é que eu goste de mim, me sinta bem comigo mesma e não ligar tanto ao que as outras pessoas pensam de mim ou julgam saber de mim.

Sou uma boa pessoa e isso ninguém pode tirar. A única pessoa que magoo sou eu mesma, com o resto do mundo sou demasiado cuidadosa para não ofender, magoar ou entristecer. Muitas vezes deixo que as pessoas digam coisas que não devem sobre mim sem me defender com receio de ser bruta ao faze-lo. Isso não faz de mim boa pessoa mas sim ingénua e estúpida na maior parte das vezes, mas já aconteceu. Não acontecerá mais.

Sou o tipo de pessoa que não faz mal nem a um bicho, literamente. Quantas vezes fiz filmes em torno do salvamento de um pobre insecto. Ainda no outro dia apareceu uma aranha no meu quarto. Iam mata-la mas achei que seria injusto. Apesar da repulsa que me causam estes seres lá fiz um projecto em torno do seu salvamento antes que alguém a esmagasse. Por entre berros e caras de nojo la consegui coloca-la do lado de fora da janela. Provavelmente morreu com o frio ou a chuva, mas existe a possibilidade de ter ido parar a um buraquinho no chão e salvar-se. Valeu a intenção e minha consciencia tranquila. Este é um exemplo entre vários de salvamentos.

Eu sei que sou boa pessoa!

Eu sou uma pessoa divertida. Verdade que o ano de 2009 não foi o perfeito exemplo de minha extroversão. Claro ficou que quando vou ao fundo vou e é difícil regressar mas não deixo de ser uma pessoa divertida. Sempre adorei rir-me, sempre adorei um bom sentido de humor, sempre adorei ambientes felizes. Tenho meus momentos de melancolia, momentos em que me vou abaixo como toda a gente. Não seria humana se assim não fosse. Mas sou divertida e muito. Lembro-me das minhas colegas na escola preparatória acharem-me uma companhia super agradável e passavamos os intervalos às gargalhadas. Lembro-me de me sentir acarinhada nessa altura pelos seus olhares de admiração. Miúdas que faziam parte daquele grupo restrito dos esquisitos e meio que gozados pelo resto da canalhada, tão esquisitas quanto as restantes mas por algum motivo "populares". Encontravam em mim uma forma engraçada de passar o seu tempo e de se abstrairem do lado menos bom da escola. E como eu me orgulhava de lhes dar esses momentos. Sentia-me especial.

Eu sou uma pessoa divertida!

Sou uma pessoa pacífica. Não gosto de confusões. Em todos os sentidos. Algumas pessoas acham que gosto de complicar em vez de sorrir. Que fervo muito depressa e faço uma tempestade num copo de água. Sou impaciente, é verdade. Minha paciencia já teve melhores dias e meu sistema nervoso tambem já foi mais calmo do que é hoje. É apenas o resultado de imensos factores que ao longo dos ultimos 6 ou 7 anos moldaram a minha vida. E ninguém sofre mais do que eu com isso. A prova está nas minhas noites de verdadeira odisseia mental que provocaram-me dores valentes nos dentes que nem a dentista sabe resolver! Mas não gosto de confusões, discussões, mal-entendidos e coisas afins que só desgastam energia e entristecem.

Eu sou uma pessoa pacífica!

Sou muitas coisas boas juntas. Dou-me a conhecer a quem quero, a quem julgo valer a pena. Os outros, que não me conhecem, que não sabem quem sou, como sou, como reajo, esses não têm uma opinião válida, esses não sabem o que falam e so perdem a oportunidade de conhecer-me.

Tenho orgulho na pessoa que sou, no que me tornei e no que sou capaz de fazer. E não aceito opiniões contrárias! :)

Renasci

Decidi renascer. Decidi começar de novo, do zero feito tábua rasa.

Passavam uns dias após meu aniversário. Enquanto segurava minha sobrinha no colo pensava na sorte dela em só agora estar a iniciar o seu percurso de vida e ter tanto pela frente para conhecer, viver, experimentar. Minha restia de tristeza acerca do percurso da minha vida fez-me sentir o quanto gostaria de estar no lugar dela. Teria a oportunidade de fazer tudo de novo, e claro, com tudo o que vivi até agora, imaginei que faria alguma coisa diferente. Evidentemente que seria impossível. Cometeria as mesmas falhas e viveria as mesmas coisas. Só conseguiria alterar alguma coisa se tivesse a mesma inteligência, conhecimento e o mesmo discernimento que tenho hoje. Eis que me lembrei! Eu tenho a oportunidade de fazer isso, eu tenho a capacidade de recomeçar sabendo o que sei, mesmo tendo a idade que tenho.

E foi assim que decidi começar do zero toda a minha vida.

O primeiro passo estipulado, e já posto em prática, consiste em esquecer tudo o que se passou, todas as mágoas, todos os ressentimentos, todas as pessoas que passaram, boas e más se lembrar-me delas significar sofrer. Decidi fazer da minha memória o "ground zero".

O segundo passo é prestar mais atenção a mim mesma e às pessoas que me são muito próximas, as que partilham o mesmo tecto que eu. Ser mais sensível às suas necessidades e emoções.

Passei a olhar tudo à minha volta com outros olhos, mais atentos ao que realmente importa, um olhar mais carinhoso e envolto e alegria. Gosto do que vejo, do que sinto quando olho, do conforto que me transmite.

Passei a saborar todos os cantos que me pertencem, que fazem de mim quem sou, que me aconchegam, me acompanham, me ouvem e me vêm crescer. Agora gosto de todos os sítios por onde passo, onde estou.

Passei a orgulhar-me de todas as coisas que compõem a minha vida desde o mais ínfimo pormenor e passei a orgulhar-me de mim, de quem sou, no que me tornei, onde estou, o que faço, para onde vou. Fiquei mais forte, mais decidida, mais lutadora. Agora não aceito quem não me aceita, não aceito quem não gosta de mim e de tudo o que me faz ser o que sou.

Parei de me questionar "para quê?" e passei a questionar "como posso faze-lo?"

A paixão

A paixão é a flor que rebenta no campo, a centelha divina que explode, a intuição que manipula a decência. A paixão é a intensidade orgânica do pensamento no coração, é o descalabro.
Pela paixão, faz-se tudo. Pela paixão perde-se tudo. Pela paixão morreram Homens e decaíram impérios. A paixão é a esquizofrenia da alma, é a dor e o remédio, o escândalo e o sério.
Pela paixão correram rios de sangue, forjaram-se papeis e negócios, alteraram-se planos. A paixão é um estado celeste de desconstrução da matéria. A paixão desconstrói tudo e volta a construir sob outros parâmetros.
A paixão é um estado de que participo pois as pessoas apaixonadas vêm a mim sem sequer o perceber. O estado de graça que se vive na paixão é o mais próximo do céu. Quero-vos apaixonados. Conheçam-se mais profundamente. Apaixonem-se, todos.

Alexandra Solnado

Momento musical




ooohh oh ooooh, oh oh oh ohhh
ooohh oh ooooh, oh oh oh ohhh

It's a cruel cruel world, to face on your own,
A heavy cross, to carry along,
The lights are on, but everyone's gone,
And it's cruel

It's a funny way, to make ends meet,
when the lights are out on every street,
It feels alright, but never complete,
without joy,

I checked you, if it's already been done, undo it,
It takes two, it's up to me and you, to proove it,
On the rainy nights, even the coldest days,
you're moments ago, but seconds away,
The principal of nature, it's true but, it's a cruel world,

ooooh oooh oohh, ooh ooh oooh ooh, ooo wooah

We can play it safe, or play it cool,
follow the leader, or make up all the rules,
whatever you want, the choice is yours,
So choose,

I checked you, if it's already been done, undo it,
It takes two, it's up to me and you, to proove it,

ei ei ei ei ei, oh oh oh oh oh, ye oh oh,
ei ei ei ei ei, oh oh oh oh oh, ye eh, ye eh, ye eh,

I just knew, it's already been done, undo it,
It takes two, it's up to me and you, to proove it,

ei ei ei, woah wo, yeah eh
ei ei ei ei ei, oh oh oh oh oh, ye eh, ye eh, ye eh,

I checked you, if it's already been done, undo it,
It takes two, it's up to me and you, to proove it,
ei ei ei ei ei, oh oh oh oh oh, ye oh oh,
ei ei ei, oh oh oh oh oh, ye eh, ye eh, ye eh,

I just knew

The Gossip
Heavy Cross

Recomendo


Recebi de presente de aniversario e no dia seguinte já o tinha lido. É uma boa leitura para quem neste momento de interroga sobre o amor, sobre a sua personalidade e o amor, sobre como ultrapassar algumas barreiras pessoais para voltar a amar.
É giro. Gostei!

Frase da semana


“Não se esqueça que a sua Vida só mudará para melhor no momento em que o decidir realmente fazer.”

in “Aprenda a Viver sem Medo” de José Micard Teixeira