O caos chegou à minha zona!!!

Ontem à noite foi o dilúvio. A chuva caia sem parar a um ritmo alucinante acompanhada de trevoada e vento forte. Sabia que ia ser uma noite caótica mas não imaginava o quanto. Deitada no sofá coberta por uma manta comentava com a minha mãe que amanhã é que iriamos ver nas notícias o resultado daquela chuva toda. E assim aconteceu.
Esta manhã, ao dirigir-me para o trabalho, tive apenas um vislumbre dos estragos causados pela forte carga de água que se abateu sobre minha área de residência. Estradas alagadas de água e lama, muros derrubados, ferro partido, casas inundadas com a Protecção Civil a dar assistência...assustou-me ver este cenário. O rio Tinto, maioritariamente entubado agora com as obras do metro, ganhou um caudal à muito não visto e sem espaço para escoar destruiu grande parte dos sítios por onde ainda passa. Se Rio Tinto já estava caótico com as obras do metro, agora nem imagino como estará!
Enquanto eu dormia descansada no conforto da minha casa, várias pessoas passavam uma noite de pânico com água a inundar as suas casas e carros. Qualquer altura é má, mas em vésperas de Natal parecem deixar marcas mais fundas.
A chuva deu tréguas por enquanto, espero mesmo que pare...

11 comentários:

  1. Lembro-me dos invernos da minha infância, da chuva e da neve destruir árvores, carros, e de ficar uma semana sem escola por causa dessas coisas. Tivemos invernos muito agradáveis nos últimos anos, mas este ano parece que está a voltar ao que era...

    É nestas alturas que devemos ficar felizes por termos uma vida confortável, comparados com muita gente que se vê nestas situações.

    ResponderEliminar
  2. Lia: eu não me recordava de nada semelhante ao que foi esta noite. Dou graças a Deus mesmo pela sorte que tenho mas sinto-me mal por ter tido uma noite tão descansada e tanta gente ter estado assim...

    ResponderEliminar
  3. essas situações são horríveis mesmo, por sorte vivo numa zona alta onde nunca inundou. Nem imagino o terror de ver a água a entrar pela casa adentro.

    ResponderEliminar
  4. Nem quero imaginar como será! Que sensação de impotência!
    Eu moro muito próximo de uma das zonas mais afectadas e vejo de perto a destruição. Um terror!!!

    ResponderEliminar
  5. Gosto e acho que a chuva é necessária.

    Mas para destruir lares, ainda por cima no Natal - embora que as pessoas, nestas situações, queiram lá saber se é Natal ou Páscoa -, é que não!

    :(

    Já tive pequenas inundações e nessas ligeiras ocasiões já deu para ver como tudo desaparece, num piscar de olhos à nossa frente, sem que possamos fazer nada.

    Espero que recebam assistência e que pelo menos não hajam situações de feridos nem mortos. Porque a vida é o mais importante.

    ResponderEliminar
  6. Tanta chuva já chega! Nunca vi semelhante!
    Muitos prejuizos materiais ha muitos e a lamentar, que eu saiba, a morte de alguns animais que não se safaram da enxurrada do rio...muito triste :(

    ResponderEliminar
  7. Nem digas nada!
    Sabes aquela Galp em Santa Rita que dantes era Esso?! Ontem estava completamente inundada. Um carro arriscou-se a passar e ficou lá no meio...e como estas tenho outras várias que te posso contar! Fiquei parva, nunca vi nada assim! Se soubesses a volta que tive que dar para conseguir chegar a casa...

    Já para não falar que hoje demorei 1h15 a chegar ao trabalho...porreiro pah! Está caótico por aqueles lados...

    ResponderEliminar
  8. Pois...também me contaram que em Ermesinde estava muito mau, não se passava em lado nenhum por causa das inundações! Que cena!

    ResponderEliminar
  9. Que má a cena de morrerem animais indefesos. :(

    ResponderEliminar