Momento K

Finalmente tudo ficou lá atrás e estou mais do que pronta para seguir em frente.
Pensei que fosse ficar naquele estado adormecido por mais tempo, mas num instante apenas, percebi que tudo ficou mais fácil, mais claro, mais alegre.
Finalmente tudo ficou lá no passado e apenas é recordado como tal, sem magoar, sem mexer, sem paralisar-me os sentidos como era habito acontecer. Aquele instante foi precioso para o resto da minha vida e mesmo que não aconteça nada em concreto foi a luz que eu precisava para ter a certeza que não morri por dentro, que sou capaz de sentir, que meu coração não é mais fechado e frio.
Finalmente tudo passou. A angústia, o medo, a vontade de enclausurar-me dentro de mim mesma foram embora. Adormecer ficou mais fácil num momento K como lhe chamo, em que penso e sonho acordada, em que viajo por aqueles instantes e construo outros, novos, num desejo de os tornar real. Acordar já faz-me sorrir e tudo apenas pelo que significaram aqueles instantes.
Segundos preciosos que por vezes parecem minutos ou mesmo horas e outras vezes sabem a tão pouco e desejamos mais e mais e só queremos que cheguem rápido! Momentos em que sentimos que não somos invisíveis para o mundo, que alguém nos vê, que somos notados e apreciados e juntos construimos o momento K, aquele momento que não é de mais ninguém...só nosso!

Ben Harper é o primeiro nome para o Marés Vivas 2010


"O norte-americano Ben Harper é o primeiro nome confirmado para o cartaz do festival Marés Vivas. O músico californiano actua em Vila Nova de Gaia, juntamente com a sua banda Relentless7, no dia 17 de Julho."

Fonte: tvi24

Ficamos a aguardar os próximos nomes para marcar lugar neste fantástico festival! Lá estarei!

Frase da semana


“Todos nós queremos ter uma relação com alguém, quando o mais importante é termos uma ligação. A relação constrói-se na mente e traz dor. A ligação existe na alma e traz liberdade. E é na liberdade que você é genuinamente você mesmo e permite que o outro o seja também.”

José Micard Teixeira

Neste fim-de-semana

Celebrem o AMOR
Feliz dia de S. Valentim

A amizade ainda existe

Tem alturas que a amizade surge assim de repente.
Não adianta perdermos muito tempo à procura porque ela chega, a seu tempo, das mais variadas formas.
Aparecem pessoas surpreendentes que acarinham sem esperar nada em troca, que oferecem a sua amizade de forma natural e espontânea.
Tomamos consciência que ainda somos capazes, apesar de tudo o que possamos já ter passado, de criar laços, encontrar novos amigos e com eles construir boas relações.
Quando abrimos o nosso coração atraimos para nós boas pessoas. Quando nos predispomos a olhar o mundo com outros olhos, para a bondade existente, para o amor, vamos encontrar-nos em momentos específicos com pessoas maravilhosas que nos incentivam e nos motivam.
A amizade não é apenas circustância ou estar por estar porque assim o hábito e a rotina o estabeleceram. Não! Nem tão pouco amizade significa anos e anos de convivência pois podemos passar anos ao lado de alguém e não o conhecermos verdadeiramente. Amizade é cumplicidade, é partilha, é liberdade, é dizermos ao outro a estima que sentimos e ser recíproco, é compartilharmos gargalhadas e enxugar lágrimas.
Um amigo não se substitui pois a amizade é eterna a partir do momento em que acontece.

Encontros de Reiki

Quarta-feira que passou fui a um encontro de Reiki e adorei!
Não fazia a mínima ideia qual seria a dinâmica mas mal chequei lá senti-me muito à vontade.
Um local sossegado, aprazível, com uma música deveras relaxante e uma luz ambiente. Sentamo-nos no chão em círculo, com roupas confortáveis e estivemos a conversar por mais de uma hora, a partilhar experiências, a abrir as nossas almas, os nosso espírito, a deixar as energias fluirem entre nós e o universo. Passamos, entretanto para o Reiki, dois a dois. Até foi engraçado pois estavamos a pares e conseguimos, deste modo, juntar a energia Yin e a Yang.
No final foi como se já nos conhecessemos desde sempre. Uma empatia muito grande, uma cumplicidade, uma vontade de que não terminasse aquele momento de descontracção e relaxamento, completamente desligados do exterior, apenas a aproveitar um pouco mais de nós mesmos e a partilhar energias.
Fiquei fã.
Hoje vou ter uma sessão particular de Reiki para começar o fim-de-semana revitalizada. Vai ser fantástico!

Sleep Box

Trata-se, como o nome indica, de uma pequena caixa de 2m x 1,40m x 2,30m para dormir com conforto e segurança. Oferece momentos de sono tranquilo e descanso numa cidade, sem perda de tempo à procura de um hotel.
Foi idealizada para estar presente em estações de comboios, aeroportos, locais públicos centrais, entre outros locais onde possa haver aglomerações de pessoas exaustas. Em países com um clima temperado a Sleepbox poderá ser utilizada também nas ruas.

Graças à Sleepbox qualquer pessoa tem a oportunidade de passar a noite em segurança e de forma barata, em caso de emergência. O espaço móvel inclui uma cama e está equipado com um sistema de mudança automática de lençóis, sistema de ventilação, alerta sonoro, televisão LCD incorporada, WiFi, plataforma para um computador portátil e phones recarregáveis. Debaixo do chão há ainda um espaço para as malas. O pagamento poderá ser feito em terminais partilhados, que dariam ao cliente uma chave electrónica, sendo possível comprar 15 minutos ou várias horas.

Acho o conceito muito interessante e até mesmo uma ideia original, mas lembrei-me logo das pessoas que iriam fazer das Sleep Boxes autenticos moteis...!
E a segurança dos equipamentos disponíveis não estaria em causa?
Já estava mesmo a ver, passado uns tempos, as paredes todas escritas com aquelas mensagens tão simpáticas como se vê nas casas-de-banho públicas ou os fantásticos registos de permanência tipo "eu estive aqui 10/02/2010 ass: Manuel Silva"!!!
Será que seria um conceito viável em Portugal ou eu é que estou a ser demasiado injusta com a nossa cultura?

Um pouco mais de mim...

A Aninhas do blog Raíz de Pensamentos propos-me um pequeno desafio que consiste em responder a algumas questões e dar-me a conhecer um pouco mais.
Ora aqui vai:

Questão 1: Tens medo de quê?
De me deixar vencer pelos meus medos...

Questão 2: Tens algum guilty pleasure?
Não!! Não culpo prazer algum de nada. Prazer é prazer e se me faz sentir bem e não magoa ninguém então há que aproveitar!

Questão 3: Farias alguma loucura por amor/amizade?
Já fiz, mas isso é outra estória!!

Questão 4: Qual o teu maior sonho?
Não sei! Parece ridículo não saber mas é verdade! Tenho vários objectivos mas um grande sonho ainda não! Um conjunto de vários pequeninos!!!

Questão 5: Nos momentos de tristeza/abatimento, isolas-te ou preferes colo?
Depende da situação. Mas um colinho sabe sempre bem! Sou assim meio para o mimalha!!

Questão 6: Entre uma pessoa extrovertida e uma introvertida, qual seria a escolha abstracta?
Qualquer um desde que q.b.

Questão 7: Sentes-te bem na vida, ou há insatisfação além do desejável?
Sinto-me...já é um passo.

Questão 8: Consideras-te mais crítico ou ponderado?
De momento estou demasiado crítica mas é resultado de uma fase...No entanto críticas positivas podem ser aproveitadas...

Questão 9: Julgas-te impulsivo, de fazer filmes, paciente...? Define-te, de uma forma geral.
Não sou impulsiva, pelo contrário, demasiado racional que acabo por perder imensas oportunidades. Gostava de ser um pouco mais impulsiva sim. Mas paciente não tenho sido, foi-se perdendo com o tempo e com as experiências menos boas que vivi.

Questão 10: Consegues desejar mal a alguém e, normalmente, concretizar? Sê sincero.
Ainda estou para ver quem consegue desejar mal a alguém e ter poder para o concretizar! Ainda bem que não senão andavamos aí muito mal! Sou uma pessoa que acredita afincadamente que o que desejamos para os outros estamos a desejar a nós mesmos pela energia que colocamos no que pedimos e por isso, se acontecer não gostar de alguém e não ser capaz de lhe desejar o melhor, simplesmente passo a ignorar a existência dessa pessoa! Energia negativa sobre alguém só nos faz mal a nós mesmos. Não esqueçam!

Questão 11: Contens-te publicamente em manifestações de afecto (abraçar, beijar, rir alto...)?
Sou uma pessoa reservada mas não deixo de dar um mimo ou outro em público! Um abraço, um beijo, andar de mão dada acho carinhoso. Rir alto já depende do sítio onde estou. Não gosto de espalhafato!

Questão 12: Qual o teu lado mais acentuado? Orgulho ou teimosia?
Orgulho, sem dúvida!

Questão 13: Casamentos homossexuais e direito à adopção?
A favor do amor...

Questão 14: O que te faz continuar o blogue?
Tem sido um escape, um apoio...

Questão 15: O número de visitas e comentários influencia o teu blogue?
Tem sempre a sua influência pois fico muito mais motivada quando sei que o que escrevo tem feedback. Mas não deixaria de escrever se não comentassem até porque quando criei o blog estava longe de imaginar o que seria a blogosfera. Era apenas um diário online para mim...criar alguns laços foi um bónus!

Questão 16: Na tua blogosfera pessoal e ideal, como seria?
Mais humor, menos queixas e lamúrias e muito menos pessoas a tratarem-se por minhas queridas e fofas...

Questão 17: Devia haver encontros de bloguistas? Caso sim, em que moldes? Caso não, porquê?
Já tive conhecimento da promoção de jantares entre bloguistas e até achei o conceito interessante. No entanto, creio que o que caracteriza a blogosfera é o desconhecimento...e gosto disso!

Questão 18: Sabes brincar contigo e rir com quem brinca contigo? Sem ironias.
Claro que sei e aceito todas as brincadeiras, com respeito, é evidente.

Questão 19: Quais são os teus maiores defeitos?
Não ver nem aceitar as minhas qualidades!

Questão 20: Em que aspectos te elogiam e/ou achas ter potencialidades e mesmo orgulho nisso?
Uma coisa é o que os outros elogiam outra é o que eu acho ter potencialidades...Convivo com pessoas que não gostam muito de elogiar, tirando meus pais claro, por isso é difícil responder. Tenho potencialidades que me orgulham mas não gosto de as dizer, prefiro que as pessoas as reconheçam.

Questão 21: Entre uma televisão, um computador e um telemóvel, o que escolherias?
Tenho mesmo que escolher?!? É que preferia nenhum...

Questão 22: Elogias ou guardas para ti?
Depende da pessoa.

Questão 23: Tens humildade suficiente para te desculpar, sem ser indirectamente?
Tenho! Apesar de orgulhosa tenho uma coisa que me irrita bastante chamada consciência e que não sossega enquanto não fizer o correcto!

Questão 24: Consideras-te, de grosso modo, uma pessoa sensível ou pragmática?
Sensível. Talvez em demasia!

Questão 25: Perdoas com facilidade?
Claro que sim. Ninguém deve viver com rancor de ninguém, isso só faz mal à alma! "Quem nunca errou que atire a primeira pedra" não é verdade?!? Posso é ficar magoada e não voltar a reconstruir a relação, seja de que tipo fôr com a pessoa em causa, mas perdoo.

Questão 26: Qual o teu maior pesadelo ou o que mais te preocupa?
Ficar a meio do caminho...

Bem, deveria passar o desafio a alguns blogs mas confesso que estou com preguiça, portanto, fica um desafio para quem quiser, é sempre um bom exercício de reflexão. Peguem nele e aproveitem.

10 coisas que não me saiem da cabeça

Recebi este querido selo e fui desafiada pelo Miguel do blog O Lado B da Vida a fazer uma lista das 10 coisas que não me saiem da cabeça. Eu sei Miguel, demorei um bom bocado a fazer o desafio mas olha que para mim não foi fácil pensar no top10 da minha mente. Tem alturas que penso demasiado tem outras que até ouço o vento a passar cá dentro. :P

Assim sendo, aqui vai e sem qualquer hierarquia (e peço desculpa pois são mais preocupações que outra coisa qualquer):

- Minha dissertação de Mestrado que mais parece uma cruz...pesada, pesada, pesada e interminável!!!
- Planear a minha independência;
- Alguns retoques que necessito de fazer;
- A falta que sinto de algum apoio;
- Os meus erros e o que fazer para não os repetir;
- Os meus amigos;
- Minha irmã;
- A pseudo-viagem na Páscoa;
- A lista interminável de coisas que quero fazer para mudar de vida;
- A saudade...

Faz parte das regras enviar este desafio para 10 blogues. Ora bem, aqui vai a lista (se por acaso já o receberam, desculpem mas foi de vocês que me lembrei):

Pretextos para fugir do real
Tertúlia dos Néscios

E já está! Beijos e abraços e muitos palhaços!!!

Toca a acordar!

Não sou muito dada a novas tecnologias, apesar de saber lidar muito bem com elas, no que diz respeito a telemóveis, como não utilizo quase para nada, as novidades passam-me ao lado. O meu telemóvel tem quase 5 anos e ainda está aqui para as curvas, arranhado e sem graça mas funcional. Contudo estou a considerar comprar um novo porque mudanças de número se avistam.

Sábado o equipamento caiu ao chão. Até aí nada de novo, em quase 5 anos caiu vezes sem conta e nunca me deu problemas. Esta última vez e porque eu acho que ele desconfia que tem os dias contados, decidiu mostrar que ainda era seguro e mal caiu desmontou-se todo. Era telemóvel para um lado, tampa para o outro, bateria a meia duzia de metros...enfim. O que interessa é que quando o reinicio ele está em plena celebração do ano novo de 2006. Verdade, 1 de Janeiro de 2006 às 00:00h!! Festejei com ele para não se sentir sozinho como é evidente, e lá tive que acertar o relógio. Como a vontade de o acertar era imensa, lá meio à pressa coloquei a hora, o dia e o mês tudo direitinho e está tudo operacional novamente. Pois estaria se não fosse o facto de ter-me esquecido de alterar o ano e o telemóvel continuava em pleno 2006 sendo que ontem, Domingo de 2010, e como não era Domingo em 2006 mas sim 5ª feira, o alarme semanal dispara cedo...!!! Alguém merece? Eu, claro, para aprender a não ser preguiçosa!
Acordar com o despertador a um Domingo não é nada agradável quando já nos programamos mentalmente que este é um dia para ficar na caminha! Não posso condenar o pobre bichano tecnológico, para ele era 5ª feira e apenas respeitou as ordens que lhe dei para me acordar para trabalhar...Pior do que isso é que eu não tenho 1 mas sim 2 alarmes activos para me tirar da cama, sendo que o segundo toca 20 minutos depois...Para não sofrer novo ataque e continuar a dormir sem preocupações, cheia de sono desactivei o segundo alarme. E pronto, descansei...

Hoje...o alarme dispara à hora programada, desligo para aproveitar a caminha mais 20 minutinhos...e sim, sim...se desconfiam que não reactivei o 2º alarme novamente estão certos!! Acordei passado um pouco com a sensação de que o alarme já deveria ter soado! Que vale é que esta programação mental funciona mesmo como um relógio e apenas adormeci 3 minutos para além da hora mas foi o suficiente para saltar da cama pois os minutos estão todos contados...Nada como um pouco de actividade física logo pela manhã!

Ainda não acertei o ano no telemóvel pelo que hoje é 6ª feira! Era bom, não era?!? Se estivessemos em 2006...

Workshop para jovens terroristas

A revolta do presidente da AMI

III Congresso Internacional de Economistas
Dr. Fernando Nobre: "Temos 40% de pobres"

O presidente da AMI, Fernando Nobre, criticou hoje a posição das associações patronais que se têm manifestado contra aumentos no salário mínimo nacional. Na sua intervenção no III Congresso Nacional de Economistas, Nobre considerou "completamente intolerável" que exista quem viva "com pensões de 300 ou menos euros por mês", e questionou toda a plateia se "acham que algum de nós viveria com 450 euros por mês?"
Numa intervenção que arrancou aplausos aos vários economistas presentes, Fernando Nobre disse que não podia tolerar "que exista quem viva com 450 euros por mês", apontando que se sente envergonhado com "as nossas reformas".
"Os números dizem 18% de pobres... Não me venham com isso. Não entram nestes números quem recebe os subsídios de inserção, complementos de reforma e outros. Garanto que em Portugal temos uma pobreza estruturada acima dos 40%, é outra coisa que me envergonha..." disse ainda.
"Quando oiço o patronato a dizer que o salário mínimo não pode subir.... algum de nós viveria com 450 euros por mês? Há que redistribuir, diminuir as diferenças. Há 100 jovens licenciados a sair do país por mês, enfrentamos uma nova onda emigratória que é tabu falar. Muitos jovens perderam a esperança e estão à procura de novos horizontes... e com razão", salientou Fernando Nobre.

O presidente da AMI, visivelmente emocionado com o apelo que tenta lançar aos economistas presentes no Funchal, pediu mesmo que "pensem mais do que dois minutos em tudo isto". Para Fernando Nobre "não é justo que alguém chegue à sua empresa e duplique o seu próprio salário ao mesmo tempo que faz uma redução de pessoal. Nada mais vai ficar na mesma", criticou, garantindo que a sociedade "não vai aceitar que tudo fique na mesma".
No final da sua intervenção, Fernando Nobre apontou baterias a uma pequena parte da plateia, composta por jovens estudantes, citando para isso Sophia de Mello Breyner. "Nada é mais triste que um ser humano mais acomodado", citou, virando-se depois para os jovens e desafiando-os: "Não se deixem acomodar. Sejam críticos, exigentes. A vossa geração será a primeira com menos do que os vossos pais".
Fernando Nobre ainda atacou todos aqueles que "acumulam reformas que podem chegar aos 20 mil euros enquanto outros vivem com pensões de 130, 150 ou 200 euros... Não é um Estado viável! Sejamos mais humanos, inteligentes e sensíveis".

Até tem o seu interesse

Aconselho a visita para quem quiser aprofundar os seus conhecimentos gerais!

http://www.ibge.gov.br/paisesat/

Informações acerca de todos os países do mundo...nunca se sabe quando será preciso! Está bem feito!

"As coincidências são a forma anónima de Deus intervir."

Fonte: popular/desconhecido

(E eu até nem acredito muito em coincidências mas Dele não duvido!)

Faiting goats

Hilariante!!!


VOU SER CRIANÇA PARA SEMPRE...

Estado de espírito


Momento cartoon #22


Procuro...ou não!

Procuro! Ou não. Procuro-te! Talvez não seja o termo mais correcto mas fazes-me falta.
Tem dias que sinto que não chegas. Tem dias em que penso que nada vale a pena se não estiveres por perto, aqui, a gozar o dia comigo, a gozar a vida comigo.
O tempo passa. Não é escasso, tenho todo o tempo do mundo, mas até o tempo parece sem graça porque não estás por perto. Faz sentido? Faço algum sentido?
Conheço-te? Não, talvez não, penso que não. Se conhecesse saberia onde te encontrar e como não sei estou na ignorância. Aguardo-te.
Penso em ti, não em ti porque não sei como és, mas como serás e como será quando estiveres aqui e se poderei partilhar meus segredos e planos contigo.
De resto, busco por algo, pela vida, pelo sentido e rumo, e tem alturas que tudo me parece cinzento, a sensação de desequilíbrio faz-se sentir pois não estás aqui e falta-me algo. Olho em volta e não estás, não estas lá, nem perto, nem longe, apenas não estás e tua ausência é sentida, teu sorriso, tua voz, teu olhar que desconheço!
Deveria ser suficiente, auto-suficiente e não precisar de ti. Talvez não precise, tem dias que penso até que nem te quero e isto sejam apenas devaneios meus, mas sem ti não tem tanta graça, não tem tanta piada, não existe cor se não estiveres aqui. Ainda sem fazer sentido?
Tenho coisas a dizer-te…

Momento musical



Eu não sei bem quem tu és
Sei que gosto dos teus pés
Do teu olhar atrevido

Tu baralhas-me a razão
Invades-me o coração
E eu ando um pouco perdido

Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que ter toda a fama do mundo

Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que todo o dinheiro do mundo

Adivinha onde eu cheguei
Desde o tempo em que roubei a tua privacidade
Fiz de ti lírio quebrado
Fera de gesto acossado, vendi a tua ansiedade

Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que ter toda a fama do mundo

Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que todo o dinheiro do mundo

E agora que estamos sós, vamos ser apenas nós
Dar a volta ao argumento
Vamos fugir em segredo
Sumir por entre o enredo, soltar o cabelo ao vento

Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que ter toda a fama do mundo

Troco tudo por um beijo
Mais vale morder um desejo
Que todo o dinheiro de mundo

Jorge Palma
Tudo por um beijo

Frase da semana


“A mudança é uma oportunidade que a Vida lhe dá de corrigir, hoje, as escolhas menos boas que fez ontem. Por isso, não receie a mudança. Acolha-a com gratidão e entusiasmo. Ela é a maior dádiva da manifestação de toda a generosidade da própria Vida."

José Micard Teixeira