O regresso da montanha-russa

Cá vou eu em grande velocidade na descida da montanha-russa das minhas emoções!
Como sempre, lá tentarei erguer os braços e curtir a adrenalina ao máximo...tem de ser!

LOL #8


Obrigada pela chuva!

Finalmente chove!! Um descanso para todos e principalmente para os incansáveis bombeiros que têm tido verdadeiros infernos à sua frente!
Obrigada!!! Nunca pensei que a chuva alegrasse o meu dia!!

Nada é em vão, tudo é uma lição.

Aceitar o fim

Resistir à mudança é uma atitude bastante comum nos seres humanos. Tendemos a querer permanecer numa zona de conforto, onde só experimentamos o que é conhecido, embora não necessariamente bom.

Aceitar que tudo na existência tem um tempo de duração, - não apenas a nossa vida -, é uma lição que precisamos aplicar, a cada minuto da jornada no planeta, se quisermos deixar de sofrer.

A metáfora da morte repete-se em inúmeras situações de nosso quotidiano, no emprego que já não nos faz felizes, no relacionamento que já não preenche a nossa necessidade de afecto, e muitas outras circunstâncias.

Entretanto, seguimos recusando-nos a deixar ir o que já não nos serve, numa teimosia que tem as suas raízes no medo do desconhecido. Por que insistimos tanto em olhar para os novos desafios como uma ameaça?

Talvez porque não nos consideremos capazes de dar conta do recado e vemos em cada situação inesperada uma armadilha que nos levará para o abismo.

Entregar-se confiantemente aos acontecimentos que fogem ao nosso controle, a respeito dos quais nada podemos fazer, é a maneira mais sábia de fluir com a corrente da vida, que sempre nos leva para a evolução e o crescimento interior, por mais que duvidemos disto.

Sem confiança a aceitação é apenas um discurso vazio, que não encontra eco no nosso coração, mas apenas repete conceitos assimilados pela mente que não se sustentam por muito tempo.

Enquanto nos mantivermos resistentes a toda forma de renovação em nossa vida, seguiremos como robôts, apenas repetindo velhos programas que já não se harmonizam com nosso presente, movidos pelo medo de deixar vir uma nova experiência.

Elisabeth Calvacante

LOL #7



Hoje é para mim

Com a sensibilidade à flor da pele...é assim que estou hoje.
E acho que já estaria ontem mas não valorizei.
Hoje é daqueles dias em que tudo parece chocar comigo. Hoje tudo tem má intenção, magoa-me e ofende-me. Hoje tudo ao meu redor parece estar contra mim e entro logo na defensiva. E eu sei que são fases, que não é nada disso. Contudo, hoje é daqueles dias em que minha predisposição para olhar para dentro, fechar-me na conchinha e estar no meu canto é maior.
Eu sei o que a minha mente está a fazer e porquê que o está a fazer e é isso que faz com que não me preocupe com estes dias mais sensíveis. É mesmo uma forma de nunca deixar de olhar para mim e por mim. Começo a ter noção de que, por vezes, deixo-me absorver demais pelos outros, pelos sentimentos, deixo-me ir com a corrente sem problema algum e são situações em que sei não serem totalmente boas para mim. E nestes casos, meu dispositivo acciona e recuo para um sítio onde só estou eu.
E hoje será um dia dedicado a mim!

Colisão de dois mundos: eu e tu

Não deixo de pensar que é verdade que tudo na vida tem um momento certo para acontecer. Por mais cepticismo que possa rodear-me, sou constantemente bombardeada por situações que fazem mesmo crer que o universo vai juntando, pedaço a pedaço, todas as circustâncias que são necessárias para o big bang de cada um de nós e que nós, na nossa consciencia e inconsciencia, somos os únicos responsáveis por esta movimentação cósmica.

Quantas vezes estiveste mesmo à minha frente, olhaste na minha direcção e eu posei para ti e mesmo assim não te vi, tu não me viste! Apesar da presença, aos nossos olhos eu e tu não existiamos, eramos apenas mais uns no meio da multidão, invisíveis pelo desconhecimento. Mas começaste a não ser, de todo, indiferente. Tua beleza cativa e já havia comentado sobre ti...frases que ficavam por ali, soltas, no ar, que depressa desapareciam ao som da música mas que fizeram diferença.

Recordo-me dos vários momentos em que fui apercebendo-me do meu despertar. Suavemente eu acordava para a minha vida depois de um prolongado sono fundamental para o meu crescimento, para o meu regresso de uma forma limpa, calma, sem interferência ou influência de alguém, do passado, sem memórias e recordações que pudessem criar obstáculos à minha felicidade. Apenas lembranças de mim e a construção de uma certeza: eu estava de volta.

Agora, é com alguma frequência que lembro-me de uma noite de diversão entre amigas em que, finalmente eu começava a dar uma nova oportunidade a mim mesma de olhar o mundo, as pessoas e quem sabe apaixonar-me. Uma altura em que comecei a pensar que nem tudo era assim tão mau e a vida voltava a ter piada, voltava a sorrir e a rir com vontade! Nessa noite, enquanto tentavamos recuperar algum sobriedade que nos permitisse dirigir até casa, vi-te passar duas vezes. Deve ter sido a primeira vez que fixei o meu olhar em ti e observei-te como nunca tinha feito antes. Nessa noite eu finalmente vi-te! Lembro-me de, ao ir embora, olhar-te ali sentado e simplesmente pensar como serias, como seria a tua vida, quem serias tu... Engraçado recordar-me dessa noite pois nos tempos que se seguiram ela simplesmente desapareceu como se não tivesse tido significado algum, mas hoje sei que teve pois foi a noite em que, sem querer, sorrateiramente entraste na minha mente!!! E começava a contagem decrescente para o meu mundo estar em sintonia com o teu. Pouco tempo se passou desde essa noite até seres tu a ver-me! Gosto de pensar que foi o tempo necessário para tudo alinhar-se convenientemente no universo para ser o momento certo. E naquela noite a que ainda chamo de 5ª dimensão, uma noite de pura brincadeira e sem qualquer intenção de banalização, tu sentiste no teu mundo, a presença do meu, e olhaste para mim...!!! Só faltou mesmo o teu típico "olá!!!" que mais parece que dizes "oh...estavas aqui?!?"

Amanhã tudo poderá passar de simples recorações para ambos, mas são estes momentos que dão graça à vida, que fazem sorrir para o inesperado e pensar que realmente o acaso não é por acaso.

Obrigada por existires e fazeres parte da minha vida. Gosto de ti...
Quando não há café, não existem condições de trabalho!!!
Ganda moca!!!

Momento musical



This ain't a song for the broken-hearted
No silent prayer for faith-departed
I ain't gonna be just a face in the crowd
You're gonna hear my voice
When I shout it out loud

It's my life
It's now or never
I ain't gonna live forever
I just want to live while I'm alive
(It's my life)
My heart is like an open highway
Like Frankie said
I did it my way
I just wanna live while I'm alive
It's my life

This is for the ones who stood their ground
For Tommy and Gina who never backed down
Tomorrow's getting hard make no mistake
Luck ain't even lucky
Got to make your owns breaks

It's my life
It's now or never
I ain't gonna live forever
I just want to live while I'm alive
(It's my life)
My heart is like an open highway
Like Frankie said
I did it my way
I just wanna live while I'm alive
It's my life

Better stand tall when they're calling you out
Don't bend, don't break, baby, don't back down

It's my life
It's now or never
I ain't gonna live forever
I just want to live while I'm alive
(It's my life)
My heart is like an open highway
Like Frankie said
I did it my way
I just wanna live while I'm alive
It's my life

It's my life
Bon Jovi

LOL #6


Viva a 2ª feira

Ora Viva...cá estamos de regresso a mais uma semana!!!
As 2ª feiras o que têm de bom, para mim, é que parecem mesmo um começo! A sensação refrescante de que posso fazer algo diferente desta vez...Tolices minhas!
BOM FDS!!!

Descoberta rã mini na Ásia

Tem um máximo de 11 milímetros uma das rãs mais pequenas do Mundo, que foi descoberta na ilha de Bornéu, na Ásia.

Dois investigadores da Universidade da Malásia descobriram esta nova espécie de minirrãs em 2004, mas só agora ela foi divulgada.

Indraneil Das, um dos investigadores afirmou que no início pensaram tratar-se de um exemplar jovem que ainda viesse a crescer, mas que acabaram por perceber que se tratava de uma nova microespécie.

Este anfíbio, com cores entre o laranja e o vermelho, pode medir, em idade adulta, entre 9 e 11 milímetros e foi descoberta no Parque Nacional de Kubah, no estado malaico de Sarawak, na ilha de Bornéu.

Nome deriva da planta de que se alimenta

Tem o nome de microhyla nepenthicola, devido ao nome da planta de que se alimenta, a nepenthes ampullaria e é considerada a rã mais pequena da Ásia, África e Europa.

Existe apenas uma espécie mais pequena, aquela que é a mais pequena do Mundo.

A leutherodactylus iberia mede no máximo 10 milímetros e encontra-se na ilha de Cuba.
Estou com um feeling...e não é dos bom!

LOL #5

Lições intermináveis...

Nunca devemos julgar que estamos totalmente preparados, seja para o que fôr. O excesso de confiança poderá levar-nos a surpresas e nem sempre surpresas é sinónimo de agrado. Devemos ser confiantes sim, mas ter sempre em mente que precisamos constantemente de melhorar e estar continuamente a aprender e não é porque aprendemos uma vez que já somos profissionais da "coisa", em qualquer situação.
As lições que retiramos da vida fazem imenso sentido na nossa mente e é um erro pensarmos que sabê-las é suficiente para seguir em frente. Começo a perceber que, quando colocadas em prática, essas lições podem mostrar-nos que a teoria é bem mais fácil. Sucedem-se pequenos tropeços que nos alertam para o facto de talvez sermos mais precavidos traga-nos mais situações agradáveis ou, pelo menos, menos desagradáveis e embaraçosas.
Não quero com isto dizer que devemos viver constantemente em estado de alerta e receosos, não e muito pelo contrário, sou completamente apologista que a vida deve ser vivida de forma espontânea, sem receios, olhada de uma forma positiva e alegre. E se possível, sem arrependimentos. Devemos arriscar sermos felizes mesmo que isso signifique ter de, por vezes, saltar no desconhecido (isto é para os mais corajosos!!!). Mas nunca devemos tomar como certeza que, por termos vivido situações menos boas, uma ou até duas vezes (ou três, conforme o nosso nível de masoquismo) que estamos preparados para evitá-las ou enfrentá-las. É suposto estarmos mais fortes sim e pelo menos reconhecer grande parte dos sinais de alerta e perigo que nos indiquem que temos de tomar uma atitude, mas a forma como vamos vivenciá-la poderá, infelizmente, ser exactamente igual à das vezes anteriores tudo porque, apesar dos nossos esforços para mudar, a nossa personalidade continua a mesma, a nossa essência é a mesma e tem coisas que vamos repetir vezes e vezes sem conta e lamentar vezes e vezes sem conta tê-lo feito prometendo a nós mesmos que não irá repetir-se! Mas vai repetir-se!!! A única diferença é que virá camuflada com outras cores e outros sabores, e não vamos reconhecer logo à partida. É o que nos torna humanos e não robots.
Mesmo o mais bravo soldado não está preparado para a guerra e lições não lhe faltam...

Momento musical



In this little town
cars they don't slow down
The lonely people here
They throw lonely stares
Into their lonely hearts

I watch the traffic lights
I drift on Christmas nights
I wanna set it straight
I wanna make it right
But girl you're so far away

Oh, hold still for a moment and I'll find you
I'm so close, I'm just a small step behind you girl
And I could hold you if you just stood still

I jaywalk through this town
I drop leaves on the ground
But lonely people here
Just gaze their eyes on air
And miss the autumn roar
I roam through traffic lights
I fade through Christmas nights
I wanna set it straight
I wanna make it right
But man you're so far away

Oh, I'll hold still for a moment so you'll find me
You're so close, I can feel you all around me boy
I know you're somewhere out there
I know you're somewhere out there

Oh, hold still for a moment and I'll find you
You're so close, I can feel you all around me
And I could hold you if you just stood still
Oh, I'll hold still for a moment so you'll find me
I'm so close, I'm just a small step behind you
I know you're somewhere out there
I know you're somewhere out there
I know you're somewhere out there

Hold Still
David Fonseca feat Rita Redshoes

LOL #4


Já está feito

Desculpa, não o devia ter feito mas fiz. Tentei controlar o impulso por várias vezes mas foi mais forte que eu e quando dei por mim a asneira já tinha sido cometida. Tem alturas em que desejamos que o tempo recue. Por vezes um segundo seria suficiente para mudar tudo. Queria ter esse poder e apagar o que aconteceu mas não consigo e essa impotência só vem pesar mais no meu coração.

Agora, neste instante, tal como no instante que se seguiu, sinto-me presa, como se tivesse batido contra uma parede e tenho os meus movimentos tolhidos.

Culpar o meu lado bom torna-se fácil demais e eu não vivo tanto em fantasias como por vezes posso dar a entender. Mas que foi ele o culpado de eu ter errado foi! Eu disse que não iria ouvir o mau desta vez pois preciso voltar a confiar na humanidade, que ele mais uma vez não iria ganhar a dele e afinal ele é que tinha razão. Ouvi-o durante este ultimo ano, tornei-me uma pessoa mais fria e distante, é verdade, pois ele alimenta o meu orgulho e as barreiras entre mim e o mundo, mas foi ele que me ensinou a ser menos ingénua e mais precavida. Dizia-me que não devia fazê-lo, que não devia seguir o impulso e controlar-me, que já havia aprendido com o erro antes e teria que pegar nessa lição para proteger-me desta vez. Falhou na sua missão e acabei por ouvir o bom que insistia, insistia e insistia continuamente, que num tom confiante fazia-me crer que era o mais correcto a ser feito, que a vida é curta demais para desperdiçar com medos e receios, com mesquinhices, com pudores. Nestes assuntos o bom consegue sempre fazer-me crer que, se é verdadeiro, é o melhor a fazer. E agora?!? Tem alturas que apetecia-me simplesmente fazer "pufff" e desaparecer por uns momentos, ficar como a levitar numa zona de conforto, agradável, pacífica, onde o peso no peito desaparecesse por uns momentos e eu conseguisse respirar melhor. Imagino-me deitada numa nuvem fofa, branquinha, rodeada de uma frescura que só o céu no seu eterno azul consegue dar. Era o meu refúgio quando era criança e tinha os meus medos...talvez por isso não me importe de ter ainda tão vincada minha faceta de criança, permite-me escapar por uns instantes, breves instante antes de regressar.

Já está feito! É tudo o que me resta interiorizar! Já está feito e não há nada neste mundo que possa mudar essa realidade! Já está feito! O que se segue não sei, apenas sei que tenho que continuar a ouvir a voz da razão, a minha mente pois ela é que sabe o que é melhor para mim mesmo que isso signifique ser orgulhosa e mau-feitio. Ao menos sei que, assim, mesmo que um pouco mais triste, fico na minha nuvem um pouco mais de tempo, sem ninguém perturbar o meu equilíbrio que foi tão difícil de conquistar e que me custou meses e meses de noites mal dormidas, dias de inverno mesmo quando fazia sol, lágrimas impertinentes que teimavam em cair...

Já está feito SM! Já está feito...!

E dura, e dura, e dura...

Enquanto eu dormia com certeza alguém colocou pilhas no meu sistema. Eu hoje estou simplesmente irrequieta e nem sequer consigo estar muito tempo sentada. Tipo esquilo com dose elevada de cafeína...
Já não sei para onde olhar, o que fazer, o que pensar, como me mexer para conseguir acompanhar o meu ritmo interno. Estou com a adrenalina no máximo!!! Hoje é que preciso mesmo descarregar senão vou disparar em todas as direcções e não vai ser nada bom!!!

Ah! E obrigada anjinho bom. A tua ajuda tem sido preciosa! Chiça, lá para o incompetente!!!

LOL #3


Momento musical



Hey, slow it down
Whataya want from me?
Whataya want from me?

Yeah, I'm afraid
Whataya want from me?
Whataya want from me?

There might have been a time
When I would give myself away
Oh, once upon a time
I didn't give a damn
But now here we are
So whataya want from me?
Whataya want from me?

Just don't give up, Im workin' it out
Please don't give in, I won't let you down
It messed me up, need a second to breathe
Just keep coming around
Hey, whataya want from me?
Whataya want from me?
Whataya want from me?

Yeah, it's plain to see
That baby, you're beautiful
And there's nothing wrong with you

It''s me, I'm a freak
But thanks for lovin' me,
Cause you're doing it perfectly

There might have been a time
When I would let you slip away
I wouldn't even try,
But I think you could save my life

Just don't give up, I'm workin' it out
Please don't give in, I won't let you down
It messed me up, need a second to breathe
Just keep coming around
Hey, whataya want from me?
Whataya want from me?
Whataya want from me?

Just don't give up on me
I won't let you down

So,
Just don't give up, I'm working it out
Please don't give in, I won't let you down
It messed me up, need a second to breathe
Just keep coming around
Hey, whataya want from me?
Whataya want from me?
Whataya want from me?

Just don't give up, I'm workin' it out
Please don't give in, I won't let you down
It messed me up, need a second to breathe
Just keep coming around
Hey, whataya want from me?
Whataya want from me?
Whataya want from me?

Whataya want from me
Adam Lambert
"Joy is a sustained sense of well-being and internal peace—a connection to what matters."

Oprah

Anjo mau

Todos sabem que temos um anjinho de cada lado da cabeça que nos vai sussurrando ao ouvido o que devemos ou não fazer e a opinar sem mais nem porquê sobre a nossa vida. Pois bem, eu odeio quando o meu anjo mau começa a querer sabotar a minha felicidade. Tem alturas que torna-se quase impossível ignorá-lo e seguir em frente... Aliás, ele já consegui levar algumas avante. É que tem o dom de ser bem persuasivo e a sua insistência acaba por formar uma certa lógica na minha mente. Odeio-o!
Consigo ouvir a voz abafada do anjo bom a tentar manter-me à tona, consciente que as coisas não são tão más como o mau faz querer crer, que não posso ver apenas um lado da história, não posso ser egoísta e pensar que eu não sou diferente de todo o mundo e por isso tenho que aceitar os outros como eles se apresentam-me, mas é mesmo uma voz tão abafadinha que esmorece...quando penso em afirmar o que o meu coração sente, eis que vem o lado mau e manda-me calar porque talvez as pessoas não mereçam o que tenho a dizer...Pior do que isso, é quando penso que o anjo mau até tem razão...é uma batalha bem antiga, e não queria muito que ele a vencesse desta vez!!!

LOL #2





Engarrafamento na China dura à 10 dias



Os arredores da capital chinesa estão a braços com um complicado problema de trânsito: um engarrafamento que dura há dez dias consecutivos!! A causa está numa intervenção na estrada e a situação só deve estar resolvida no próximo mês, assim como o próprio engarrafamento.

Os carros apanhados no engarrafamento só conseguem avançar um quilómetro por dia. Os condutores caminham na estrada, jogam e dormem. A fila de trânsito já atingiu os 100 quilómetros...

O problema está a ser visto já como uma oportunidade de negócio por comerciantes. Com a ajuda de bicicletas, de forma a contornar os carros parados, os vendedores de ocasião começaram a comercializar pequenas refeições aos condutores.

Quando estiverem presos no trânsito, lembrem-se dos chineses e não reclamem!!!
“Forgiveness does not change the past, but it does
enlarge the future.”


Paul Boese

Momento musical



I just wanna to be ok, be ok, be ok
I just wanna to be ok today
I just wanna to be ok, be ok, be ok
I just wanna to be ok today

I just wanna to feel today, feel today, feel today
I just wanna to feel something today
I just wanna to feel today, feel today, feel today
I just wanna to feel something today

Open me up and you will see
I’m a gallery of broken hearts
I’m beyond repair, let me be
And give me back my broken parts

I just wanna to know today, know today, know today
I just wanna to know something today
I just wanna to know today, know today, know today
Know that maybe I will be ok

Just give me back my pieces
Just give them back to me please
Just give me back my pieces
And let me hold my broken parts

I just wanna to be ok, be ok, be ok
I just wanna to be ok today
I just wanna to be ok, be ok, be ok
I just wanna to be ok today

I just wanna to feel today, feel today, feel today
I just wanna to feel something today
I just wanna to know today, know today, know today
Know that maybe I will be ok
Know that maybe I will be ok
Know that maybe I will be ok

Be Ok
Ingrid Michaelson

LOL #1

Eu não sei parar de te olhar!


Que tal?!?

Estou a precisar de fazer algo como a Elizabeth Gilbert...vou ponderar seriamente o assunto!!! Mesmo! Afinal, o que tenho a perder?!?

Recomendo II

Aos 34 anos, Elizabeth Gilbert, escritora premiada e destemida jornalista da GQ e da SPIN, descobre que afinal não quer ser mãe nem viver com o marido numa casa formidável nos subúrbios de Nova Iorque e parte sozinha numa viagem de 12 meses com três destinos marcados: o prazer na Itália, o rigor ascético na Índia, o verdadeiro amor na Indonésia. Irreverente, espirituosa, senhora de um coloquialismo exuberante, Elizabeth não abandona um minuto a sua auto-ironia e conta-nos tudo acerca desta fuga desesperada ao sonho americano que começou no momento em que encontrou Deus.

Quando fez 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo o que uma mulher americana formada e ambiciosa podia querer: um marido, uma casa, uma carreira de sucesso. Mas em vez de estar feliz e preenchida, sentia-se confusa e assustada. Depois de um divórcio infernal e de uma história de amor fulminante acabada em desgraça, Gilbert tomou uma decisão determinante: abdicar de tudo, despedir-se do emprego e passar um ano a viajar sozinha. "Comer na Itália, Orar na Índia e Amar na Indonésia" é uma micro-autobiografia desse ano.

O projecto de Elizabeth Gilbert era visitar três lugares onde pudesse desenvolver um aspecto particular da sua natureza no contexto de uma cultura que tradicionalmente se destacasse por fazê-lo bem. Em Roma, estudou a arte do prazer, aprendeu a falar Italiano e engordou os 23 kilos mais felizes da sua existência. Reservou a Índia para praticar a arte da devoção. Com a ajuda de um guru nativo e de um cowboy do Texas surpreendentemente sábio, Elizabeth empenhou-se em quatro meses de exploração espiritual ininterrupta. Em Bali, aprendeu a equilibrar o prazer sensual e a transcendência divina. Tornou-se aluna de um feiticeiro nonagenário e apaixonou-se da melhor maneira possível - inesperadamente.

Mudança precisa-se...urgente!

O desespero, a falta de vontade, de entusiasmo, a tristeza, o desalento...
São vários os maus adjectivos que consigo lembrar-me hoje para descreverem o que sinto neste momento...o que tem-se tornado bastante comum nos últimos tempos.
Não estou triste, não há necessidade de confundir as coisas, mas sinto-me incomodada demais, desolada demais, cansada demais, desapontada demais...
O que quero eu sei, como o quero é que fica mais complicado.
Preciso de alento, preciso de motivação, de inspiração, de força de vontade...
Preciso de fazer algo, urgentemente, para sentir-me parte de algo maior, mais importante, útil, capaz...Preciso mesmo de uma luz que me oriente, me guie para o caminho certo, me mostre o que preciso fazer para mudar pois o que tenho mesmo certeza é que não aguento muito mais tempo assim...help!

Recomendo

Christopher Moore é conhecido pelas histórias dementes, que cruzam elementos de fantástico e horror.

Neste, o melhor amigo de Jesus Cristo (Jesua no livro), Biff, descreve episódios da infância e da adolescência, duas fases da vida do Messias que escasseiam em testemunhos. Ressuscitado por um anjo (o mesmo que terá por engano acordado os mortos em O Anjo Mais Estúpido), dedica-se agora num quarto de hotel a escrever a sua versão dos acontecimentos, enquanto o anjo passa os dias a ver televisão, acreditando que as telenovelas e filmes do homem aranha são histórias reais.

Biff, filho de um pedreiro, pensa em seguir, não a profissão do pai, mas talvez a de idiota da aldeia, que entre os cães vive despreocupado alimentando-se de restos. Jesua é o filho mais velho de Maria, tida como louca na povoação, que pratica a ressurreição desde pequeno. Cedo Biff e Jesua se tornam amigos, formando um triângulo com Madá, uma rapariga que os segue nas aventuras de criança.

Mas ainda que pouco mais sejam que crianças, a responsabilidades naquela época começavam cedo, e quando Madá é obrigada a casar, Biff e Jesua partem em busca dos três Reis Magos. Idiota, mas amigo leal e sarcástico, Biff é a companhia perfeita para Jesua, demasiado inocente e crente na bondade de pessoas. Jesua irá não só dominar a sabedoria dos três Magos, como integrá-la numa única sabedoria.

Contra bandidos e demónios, sucedem-se os episódios absurdos que explicam como Jesua terá adquirido a capacidade de multiplicar os alimentos, ou como o coelho se associou à Páscoa. Por outro lado, se Jesua se abstém de pecar, Biff dedica-se a pecar para bem do amigo, descrevendo, por exemplo, como é estar com uma mulher.

Num formato mais longo que O Anjo Mais Estúpido, Cordeiro, o Evangelho segundo Biff possui igualmente várias partes cómicas, centradas em Biff, uma personagem de carácter imperfeito, com a qual simpatizamos, e com a qual partilhamos alguns pontos de vista. Irónica e cómica, esta é uma história de tom leve que não dispensa inteligência na forma como é apresentada: uma agradável surpresa.

Momento musical



I never meant to cause you any sorrow
I never meant to cause you any pain
I only wanted one time to see you laughing
I only want to see you laughing in the purple rain
purple rain, purple rain (3x)
I only want to see you bathing in the purple rain

I never wanted to be your weekend lover
I only wanted to be some kind of friend
baby I could never steal you from another
it's such a shame our friendship had to end
purple rain, purple rain (3x)
I only want to see you underneath the purple rain
honey, I know, I know, I know times are changing
it's time we all reach out for something new, that means you too
you say you want a leader,
but you can't seem to make up your mind
I think you better close it
and let me guide you into the purple rain
purple rain, purple rain (3x)
I only want to see you, only want to see you
in the purple rain

Purple Rain
Prince
"Whenever you've been touched by love, a heart-print lingers so that you're always reminded of the feeling of being cared for, knowing that, to someone, you mattered."

Oprah

Tudo são escolhas

A vida não é senão aquilo que vamos construindo para nós próprios, a partir das escolhas que fazemos ou não fazemos. Tudo é afinal o produto dessa escolhas, dessas decisões que tomamos e com as quais temos de viver, quer queiramos, quer não.

A vida não é fácil nem difícil; não é boa ou má; não é simples ou complicada. Não senhor. A vida não é nada porque não tem uma existência, independente de nós. Somos nós que lhe damos forma e conteúdo; somos nós que a criamos e a modificamos à medida das escolhas que fazemos. Escolhas que não são necessariamente boas ou más porque, na altura em que as reivindicamos, elas são apenas o que achamos ser a resposta adequada à nossa busca, o preenchimento certo dos nossos desejos, o culminar dos nossos sonhos ou simplesmente aquilo que nos parece mais eficaz, num dado momento.

Também, muitas vezes, são escolhas que nos sentimos forçados a seguir pelo sentido de moralidade, respeito pelos outros, altruísmo ou ainda por um sentimento de culpa e de responsabilidade que nos leva ao esquecimento das nossas volições e necessidades. Essas são as escolhas mais complicadas e difíceis de assumir porque não são de livre arbítrio ou assim julgamos. Como é possível uma escolha não ser de livre arbítrio? Se assim não fosse, deixaria de se chamar escolha e passaria a ser coacção. Somos nós que temos sempre o poder e o controlo nas nossas mãos, a não ser que as nossas liberdades sejam restringidas e as nossas vontades aniquiladas por forças externas e incontroláveis. Só assim ficaremos reduzidos a uma nulidade de iniciativa, à mercê de uma prepotência que nos tolhe a capacidade de decisão e nos tira a liberdade.

Mesmo assim, podemos escolher os pensamentos que melhor nos ajudarão a enfrentar tais ocorrências e, em certos casos, podemos ainda usar a expressão escrita para dar voz às escolhas que faríamos se pudéssemos tomar as rédeas do nosso trajecto.

Ainda mais importante são aquelas escolhas que fazemos quando somos confrontados com situações que abalam as nossas estruturas e nos mostram a fragilidade e mortalidade de que somos revestidos. Nessas alturas há que escolher, bem dentro de nós, a atitude mais positiva e que melhor servirá para encararmos o que quer que seja, sem nos sentirmos totalmente dominados e vitimizados, reduzidos à impotência e ao fatalismo.

Enquanto tivermos uma mente capaz de discernir e um espírito a animar-nos, as escolhas são nossas e a maneira como a nossa vida é vivida depende inteiramente de nós!
De nada nos servirá perguntar: Porquê eu? Porque é que isto me está a acontecer a mim?
Temos a tendência para esquecer que tudo está interligado e uma acção provoca sempre uma reacção ou reacções ainda que, muitas das vezes, não as compreendamos ou tenhamos relutância em as aceitar. Nada surge do nada. Tudo é o resultado de algo que activamos, num determinado momento das nossas vidas, segundo as escolhas que fizemos.

Momento cartoon #31




Quando faltam as palavras...

...reina o silêncio e a expressão no olhar...

“Act as a master of your life by putting your health, well being and happiness first.”

Marianna Olszewski
Tem 36 anos mas mastiga chicla como uma miúda de 15.
Custa assim tanto mascar de boca fechada?!? E parar de fazer bolas?!? Não?!?
Tem pessoas que acham que termos como boa educação são conceitos surreais...

Momento musical



The world was on fire and no one could save me but you.
It's strange what desire will make foolish people do.
I never dreamed that I'd meet somebody like you.
And I never dreamed that I'd lose somebody like you.

No, I don't want to fall in love (This world is only gonna break your heart)
No, I don't want to fall in love (This world is only gonna break your heart)
With you (This world is only gonna break your heart)

What a wicked game to play, to make me feel this way.
What a wicked thing to do, to let me dream of you.
What a wicked thing to say, you never felt this way.
What a wicked thing to do, to make me dream of you and,

I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)
No, I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)
With you.

The world was on fire and no one could save me but you.
It's strange what desire will make foolish people do.
I never dreamed that I'd love somebody like you.
And I never dreamed that I'd lose somebody like you,

No, I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)
No, I want to fall in love (This world is only gonna break your heart)
With you (This world is only gonna break your heart)
No, I... (This world is only gonna break your heart)
(This world is only gonna break your heart)

Nobody loves no one

Wicked Game
Chris Isaak
Uma Sexta-feira em pleno Agosto é a morte do artista!
Questiono-me o que de produtivo fiz hoje...ah, já sei, fiz a ponta d'um corno! Foi o que eu fiz!!!

O assassínio da língua portuguesa

Cada vez mais tomo atenção à quantidade de erros ortográficos que malta dá. Seja nas redes sociais ou por mensagens, há pessoas que cometem autênticos atentados à língua portuguesa. O que fascina-me ainda mais é que, em alguns casos próximos, eu sei que até são pessoas letradas ou que até dedicam algum do seu tempo livre à leitura, e portanto, não faz sentido tal acontecer.

Escrever à pressa e cometer um erro, falhar uma letra ou, como acontece-me várias vezes, ter um surto de dislexia e trocar algumas palavras acho perfeitamente normal. Não saber escrever palavras do português fluente, que até proferem várias vezes ao dia mas que no papel são autênticos monstros, não saber conjugar verbos, não ter em atenção o género da palavra consoante quem fala...são coisas que não entendo.

São raríssimas as pessoas que dão-se ao trabalho de, numa frase, ter cuidado com a pontuação. O que acontece, por várias vezes, é que tenho que ler e reler a mensagem para entender o seu sentido. Ainda tem muita boa gente que não faz a mínima ideia do valor que uma simples vírgula tem numa frase. É que tem o poder de mudar o sentido todo...Se com pontuação o sentido e o tom que damos a uma mensagem escrita podem variar imenso e até tornarem-se perigosos pois vão estar dependentes do receptor, imagine-se sem pontuação...grandes guerras mundias podiam gerar-se se muita malta que conheço redigisse textos diplomáticos...

Pior que isso, é ver as pessoas criticarem "a juventude" pela forma estúpida que escrevem, com "x" em vez do "ch" e outros exemplos do género (um uso que até entendo pois nas sms dá um jeito do caraças e poupa tempo e caracteres) mas não têm o cuidado no seu português do dia-a-dia e deformam-no de imensas formas. Ninguém está livre de dar erros, não somos dicionários ambulantes e quem sou eu para apontar o dedo que também os dou, mas corrijo e vou corrigindo-me ao longo do tempo e não me importo nada de ser chamada à atenção para um erro de modo a não voltar a cometê-lo. Falo das pessoas que, mesmo com o passar dos anos, continuam a dar pontapés na gramática, às vezes em situações que até fere-me os olhinhos só de ler...

Vá lá, não custa nada, e a língua portuguesa, apesar do seu tom tão formal, é muito bonita...

SM

Momento musical



I am so high, I can hear heaven
I am so high, I can hear heaven
Whoa, but heaven...no, heaven don't hear me

And they say
That a hero could save us
I'm not gonna stand here and wait
I'll hold onto the wings of the eagles
Watch as we all fly away

Someone told me
Love would all save us
But, how can that be
Look what love gave us

A world full of killing
And blood spilling
That world never came

And they say
That a hero could save us
I'm not gonna stand here and wait
I'll hold onto the wings of the eagles
Watch as we all fly away

Now that the world isn't ending
It's love that I'm sending to you
It isn't the love of a hero
And that's why I fear it won't do

And they say
That a hero could save us
I'm not gonna stand here and wait
I'll hold onto the wings of the eagles
Watch as we all fly away

[Repeat 3x]
And they're watching us
They're watching us

Hero (OST Spider-Man)
Chad Kroeger

Hoje tou assim...

Muita confusão mas com óptimo humor!

“The chance to love and be loved exists no matter where you are.”

Oprah

Esta é para vocês!!!


Momento musical



Know it sounds funny
But I just can't stand the pain
Girl I'm leaving you tomorrow
Seems to me girl you know
I've done all I can
You see I beg, stole and I borrowed
Yeah! Uh, uh!

That's why I'm easy
Oh, oh, oh, oh
I'm easy like Sunday morning
Oh, oh, oh, oh
It's why I'm easy
Oh, oh, oh, oh
Easy like Sunday morning

Why in the world would anybody put chains on me?
I've paid my dues to make it
Everybody wants me to be
What they want me to be
I'm not happy when I try to fake it! No!

That's why I'm easy
Oh, oh, oh, oh
I'm easy like a Sunday morning
Oh, oh, oh, oh
It's why I'm easy
Oh, oh, oh, oh
Easy like Sunday morning

I wanna be high, so high
I wanna be free
To know the things I do are right
I wanna be free
Just me, oh, babe!

Easy
Faith No More

Às vezes...



"Other people and their opinions hold no power in defining our destiny."

Oprah

Momento musical



Who's gonna tell you when,
It's too late,
Who's gonna tell you things,
Aren't so great.

You cant go on, thinkin',
Nothings' wrong, but bye,
Who's gonna drive you home,
tonight.?

Who's gonna pick you up,
When You fall?
Who's gonna hang it up,
When you call?

Who's gonna pay attention,
To your dreams?
And who's gonna plug their ears,
When you scream?

You can't go on, thinkin'
Nothings wrong, but bye,
Who's gonna drive you home, tonight?

Who's gonna hold you down,
When you shake?
Who's gonna come around,
When you break?

You can't go on, thinkin',
Nothin's wrong, but bye,
Who's gonna drive you home, tonight?

Oh, you know you can't go on, thinkin',
Nothin's wrong,
Who's gonna drive you home, tonight?

Drive
The Cars

As crianças da terceira idade

Padre húngaro prega em cima de skate

Um padre húngaro tornou-se um fenómeno no YouTube após ter publicado um vídeo onde tenta fazer chegar a palavra de Deus aos jovens em cima de um skate.



Zoltan Lendvai, 45 anos, aprendeu a andar de skate aos 14 anos e, em declarações à Reuters, confessou que muitos jovens da sua cidade, Redics, já começaram a frequentar a sua igreja depois de lhes ensinar alguns truques.

“Já pensei muitas vezes que é desta maneira que poderei levar muitas pessoas para mais perto de Jesus”.

Fonte: Rui Alexandre Coelho rcoelho@destak.pt

E agora, já vimos de tudo?!?

Working with energy - some steps

Whether it's the hair standing up on the back of your neck or goosebumps at the mere mention of someone's name, you were born with the natural gift of being intuitive and in tune with the energy around you. What you do with it is a different story.

The word "energy" brings up mixed reactions in people. Some may shy away because it sounds a little "woo woo," a little New Age, and others may think it's weird or it goes against their beliefs. I want to talk about energy in terms of working on a soul level and what that means.

More and more people are becoming comfortable with the unseen world and their own innate natural abilities of being psychic or intuitive. No longer are these feelings relegated to back rooms or the weird, witchy lady living on top of the hill. For instance, have you ever gotten goose bumps, or "chicken skin," or had the hairs on the back of your neck stick up? Have you ever walked into a room and felt the mood of the room? This is energy. You're born with the natural gifts of being intuitive and in tune with the energy that is around you. When you're a child, you're much more in tune with energy and working with it, but often it goes ignored or chastised by parents and your gift slowly takes a backseat. Young children are often in touch with the other side of the veil. They may see dead Grandma standing in the room, but when they tell people, nobody believes them. They may be told their invisible friend doesn't exist, and over time their intuitive abilities are set aside because they are now completely confused about what is expected of them.

All of us have special gifts in working with energy. Some people may be better at being mediums—people who can communicate with people who have passed over. Some are experts at finding lost items, some people have premonitions or dreams, and others are good with dates or numbers. These natural gifts can come in the form of knowing, seeing, hearing or feeling. Have you ever had a "funny feeling" that something was about to happen or maybe you simply didn't trust somebody because she made you feel uncomfortable? This is all energy at work.

As a society, we have lost our way when it comes to intuition and working with energy. We have the belief that if something can't be proven or seen, then it surely doesn't exist. We have become afraid to work from our hearts or our centers—the parts of us that simply know and trust. The good news is that you can get back in touch with this part of you that's been set aside. Just being open to this idea and knowing that you are full of energy will help open the door to your intuition.

Practice Exercise to Improve Your Natural Intuitive/Psychic Ability:

Every time you have a gut feeling, write down what the feeling was, what action you took or didn't take and whether that feeling came from your head or your gut. Over time, you can go back and read your journal and begin to see a pattern. Perhaps you'll see that every time you didn't go with your gut or intuitive feeling, things didn't work out as well as they could have. Like any other skill or gift, it takes work to perfect it. After a lot of time practicing and noticing, you will recognize your intuitive feeling sooner rather than later and act on it appropriately. For instance, let's say you are at a stoplight and want to turn left but, all of a sudden, the thought occurs to you that you should turn right instead. You don't want to turn right; you want to turn left. So you do. When you turn left, you're hit by another car. Was your intuition telling you to turn right to avoid the crash? These are the types of things you can start to notice, but most will be on a more subtle level and not as dramatic as a car crash.

Soul Reflection:

Try to stay open with your heart and mind when answering these assignment questions.

•How do you feel about being an intuitive human being?

•Does being intuitive go against any beliefs you have or were raised with?

•Did you see things as a child that others didn't or have psychic experiences that were ignored?

•If you're aware of your intuitive gifts, do you hide them or use them?

•Are you open to reclaiming your birthright of being an intuitive person?

Action:

No hard emotional work to do, but I would like you to be very observant this week. Observe your gut feelings, pay attention to your intuition and observe other people.

By Madisyn Taylor
"Understand that the right to choose your own path is a sacred privilege. Use it. Dwell in possibility."

Oprah
"You have to walk through the fire. You can't control when that is. You've got to be willing to go right through it."

Oprah

Getting help from the universe

"Everyone needs help. You aren't meant to get through this life on your own. Unfortunately, the action of asking for help is often seen as a weakness when, in fact, it is a great strength. To ask for help means you are setting aside your ego for the good of yourself. Fortunately, it's not just your friends, family and co-workers who can be of assistance; you can also call upon the greatness of the universe, or spirit, to come to your aid. It's an absolute truth that when you ask for help from the universe, help is given. Keep in mind that the help may not always come in the form you think it will. Rather, it comes in the form that is needed.

Maybe you are someone who thinks you're always asking for help and you've used up your help quota. Please be assured there is no limit on the amount of help you can ask for, and the universe is happy to respond in kind.

If possible, it is always best to ask for help through some type of ritual. If you have an altar set up at your home, you can meditate for a while at your altar and then ask for the help you need. If you don't have an altar or an area set up for stillness, you may try lighting a candle, finding a quiet place to sit and being still with your thoughts. State what you want help with and then return to your silence; it's very possible you'll hear an answer or receive guidance in the form of a knowing thought about what to do. If you have a regular routine of meditation, this is helpful because you can sit quietly for 10, 20 or 30 minutes each day to simply listen. Prayer is the act of asking for something, and meditation is the act of listening. I really do think the art of listening is more important than the act of asking. When we listen, we are open, we are still and we are in a state of openness and acceptance.

Once you have asked for help, it may be brought to you in a variety of ways: You may be sent somebody from out of the blue with your answer or assistance; you may be guided to do something different in your life that you wouldn't have normally thought of doing. It is important to stay in a state of awareness after you have asked for help so you don't miss what's coming to you. If you have a sudden, nagging urge to stop at a bookstore or call an old friend, pay attention to those nudges, as they are the universe's way of getting you the help you need. Remember help often comes in a way that's different from what we expect, so keep an open mind and reflect on all options presented to you."

By Madisyn Taylor
"The single greatest thing you can do to change your life today would be to start being grateful for what you have right now. And the more grateful you are, the more you get."

Oprah

Esta imagem persegue-me...

E vou descobrir porquê...

“Life engenders life. Energy creates energy. It is by spending oneself that one becomes rich.”

Sarah Bernhardt
"I believe there's a calling for all of us. I know that every human being has value and purpose. The real work of our lives is to become aware. And awakened. To answer the call."

Oprah

Momento musical



There used to be a greying tower alone on the sea.
You became the light on the dark side of me.
Love remained a drug that's the high and not the pill.
But did you know,
That when it snows,
My eyes become large and
The light that you shine can be seen.

Baby,
I compare you to a kiss from a rose on the grey.
Ooh,
The more I get of you,
Stranger it feels, yeah.
And now that your rose is in bloom.
A light hits the gloom on the grey.

There is so much a man can tell you,
So much he can say.
You remain,
My power, my pleasure, my pain, baby
To me you're like a growing addiction that I can't deny.
Won't you tell me is that healthy, baby?
But did you know,
That when it snows,
My eyes become large and the light that you shine can be seen.

Baby,
I compare you to a kiss from a rose on the grey.
Ooh, the more I get of you
Stranger it feels, yeah
Now that your rose is in bloom,
A light hits the gloom on the grave.

I've been kissed by a rose on the grave,
I've been kissed by a rose (on the grave)
I've been kissed by a rose on the grave,
... And if I should fall along the way
I've been kissed by a rose
... Been kissed by a rose on the grave.

There is so much a man can tell you,
So much he can say.
You remain
My power, my pleasure, my pain.
To me you're like a growing addiction that I can't deny, yeah
Won't you tell me is that healthy, baby.
But did you know,
That when it snows,
My eyes become large and the light that you shine can be seen.

Baby,
I compare you to a kiss from a rose on the grave.
Ooh, the more I get of you
Stranger it feels, yeah
Now that your rose is in bloom,
A light hits the gloom on the grave.
Yes I compare you to a kiss from a rose on the grave
Ooh, the more I get of you
Stranger it feels, yeah
And now that your rose is in bloom
A light hits the gloom on the grave
Now that your rose is in bloom,
A light hits the gloom on the grave.

Kiss from a rose
Seal
“Our feelings are our most genuine paths to knowledge.”

Audre Lorde
“You have to participate relentlessly in the manifestation of your own blessings.”

Elizabeth Gilbert

Reflexões

Se queres saber aquilo em que realmente acreditas, para onde estás a direccionar a tua vida, analisa tudo aquilo a que estás a resistir que implique uma mudança. Pensa bem e verás que estás, na verdade, a resistir a tudo aquilo que não queres perder. Isto é uma evidência, consciente ou inconsciente. Contudo, para a maior parte das pessoas, a coisa mais clara e óbvia é, muitas vezes, aquela que mais ignoram e para a qual menos olham.

Adaptação de José Micard Teixeira
"We can see through the eyes of love only when there's love in our eyes."

Oprah

Sonhos de miúda e graúda

Quando era miúda, como todas as miúdas, eu imaginava como iria ser quando fosse adulta. Não falo profissional mas pessoalmente. Imaginava que iria casar cedo, ser mãe de dois meninos e uma menina, e sei lá porquê, dizia sempre que lá para os 30 anos (que na altura significava ser muito velha) iria divorciar-me! Tinha a panca que seria uma mulher divorciada quando crescesse e até sentia um certo orgulho quando pensava nisso, total desconhecimento do que isso significava na vida de alguém. Apenas achava chique!!!
Factos da vida: não me casei cedo (e recusei um pedido de casamento), não fui mãe nem de um quanto mais de 3 filhos, tenho quase 30 anos e continuo solteira! Numa coisa acertei, iria estar solteira aos 30, era apenas uma questão de adequação de termos no B.I..
Não me arrependo de nada até agora, tenho é apenas um enorme receio: que um dia quando for realmente velha e me recorde de mim nova, veja um autêntico falhanço. Não queria significar um falhanço para mim mesma, não queria!
Agora com quase 30 anos e imaginando-me velha, no verdadeiro sentido da palavra, penso que, apesar de não fazer questão de ter filhos, que gostava de ter netos a rodear-me...
Como se consegue ter netos sem ter filhos? Tenho de descobrir...

Eu não aprendo, não vale a pena!

Sarampo, sarampelo, sete vezes vem ao pêlo

Minha Ritinha está com sarampelo!!! Sabia que existia sarampo mas sarampelo nem por isso, até fui pesquisar na internet!

Vi-a hoje de manhã quando minha irmã ia leva-la ao hospital pois desconheciamos o que seria aquilo. Está todas as manchas!!! Até deu-me um aperto no coração quando a vi!!! Mal espreitei para o carro la estava ela na cadeirinha agarrada ao seu boneco favorito e cheia de manchas na cara fofa. Olhei para ela, apertei-lhe a mini-mão e dei-lhe um beijo seguido de um olá carinhoso e ela sorriu logo. Não importa que horas são ela mostra sempre contentamento por ver as caras conhecidas de quem brinca com ela e da-lhe mimos.

Os dentes chateiam a nascer, as gengivas estão inchadas e vermelhuscas, tem febre, o corpo todo às manchas e outras maleitas mas mesmo assim mantém a tão boa disposição que a caracteriza e tem sempre um sorriso para oferecer...como não amá-la?

Momento musical



You locked your heart
You wake up with tears and stars in your eyes
You gave it all to someone that
Cannot love you back

Your days are packed
With wishes and hopes for the love that you've got
You wasted all to someone that
Cannot love you back

Someone that cannot love

Love, ain't this enough
You push yourself down
You try to take confort in words
But words
They cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

You secretly made
Castles of sand that you hide in the shade
But you cannot hold the tides that break them
And you build them all over again

You talk all these words
You make conversations that cannot be heard
How long until you notice that
No one is answering back?

Someone that cannot love

Love, ain't this enough
You push yourself down
You try to take comfort in words
But words
They cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

Love, love, ain't this enough
You're pushing around
You try to take comfort in words
But words
Well they cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

Someone that cannot love

Love, ain't this enough
You push yourself down
You try to take comfort in words
But words
They cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

Love, love, ain't this enough
You're pushing around
To find little comfort in words
But words
Well they cannot love
Don't waste them like that
Cus they'll bruise you more

You know they'll bruise you more
Words, they will hurt you more
Words, they will hurt you more

Yes, they'll bruise you
Someone that cannot love
Someone that cannot love

Someone that cannot love
David Fonseca
"Transformation doesn't happen unless you're willing: It's your choice."

Oprah

Desejos

Estou com desejos...
Faz alguns dias que apetece-me e imagino um serão deveras agradável. Não necessitava de muito. Só precisava "daquela" companhia especial, um bom vinho tinto, tabaco e muita cumplicidade à mistura...

Perfeito!!!

Momento musical



Não me mostres o teu lado feliz
A luz do teu rosto quando sorris
Faz-me crer que tudo em ti é risonho
Como se viesses do fundo de um sonho

Não me abras assim o teu mundo
O teu lado solar só dura um segundo
Não e por ele que te quero amar
Embora seja ele que me esteja a enganar

[Refrão]

Toda a alma tem uma face negra
Nem eu nem tu fugimos à regra
Tiremos à expressão todo o dramatismo
Por ser para ti eu uso um eufemismo
Chamemos-lhe apenas o lado lunar
Mostra-me o teu lado lunar

Desvenda-me o teu lado malsão
O túnel secreto a loja de horrores
A arca escondida debaixo do chão
Com poeira de sonhos e ruínas de amor

Eu hei-de te amar por esse lado escuro
Com lados felizes eu já não me iludo
Se resistir à treva é um amor seguro
à prova de bala à prova de tudo

[refrão]

Mostra-me o avesso da tua alma
Conhecê-lo e tudo o que eu preciso
Para poder gostar mais dessa luz falsa
Que ilumina as arcadas do teu sorriso

Não é por ela que te quero amar
Embora seja ela que me vai enganar
Se mostrares agora o teu lado lunar
Mesmo às escuras eu não vou reclamar

Lado lunar
Rui Veloso


“To love someone deeply gives you strength. Being loved by someone deeply gives you courage.”

Lao Tzu

Vive a vida, mas aproveita-a...

Estou em crer que muita boa gente anda por cá sem fazer a mais pálida ideia do que viver realmente significa!

"Vive a vida como se fosse o último dia" é apenas uma expressão para aproveitarmos e apreciarmos as coisas boas e não perdermos tanto tempo com preocupações desnecessárias, não significa que devemos começar a correr por aí que nem tolos à procura da satisfação plena das nossas necessidades antes de bater a bota amanhã. Andariamos todos aos encontrões e isso sim seria o fim do mundo! Além do mais temos leis e regras que, graças a Deus, existem para impôr uma certa ordem no mundo senão já estava mesmo a imaginar a quantidade de crimes a acontecerem...

É preciso ter calma. A vida muda num segundo, todos sabemos disso e o que hoje cá está amanhã poderá não estar mas se vamos viver com essa pressão sobre nós acabaremos todos malucos e com a mania da perseguição. É preciso paciência e tolerância.

Tem alturas em que penso que a morte de António Feio veio abalar muitas consciências. As mensagens que ele deixou perturbou muita gente que só agora descobriu que é mortal, que a vida tem um fim, termina, kaput!!

E que tal pensar menos no que está lá longe (esperamos nós) e pensar no dia de hoje sem receios, sem condicionantes, sem limites (mas sempre respeitando a liberdade e existência do outro)...e se, infelizmente, o fim não estiver assim tão longe quanto desejariamos, que termine da melhor forma e que seja visto como apenas mais um ciclo que termina, sem dramatizações.

A vida é para ser deliciada nos seus grandes e pequenos momentos, mesmo que seja apenas um serão na companhia certa...

“The only place where you can or need to be free is this moment. Not the rest of your life. Just now.”

Eckhart Tolle

Atracção

Tudo o que acontece é da tua inteira responsabilidade. Tudo o que te acontece és tu que atrais. Por mais estranho que isto te possa parecer, tu só atrais o que tens aí dentro.Tu só irás atrair violência se aí dentro tiveres violência. Só irás atrair amor se aí dentro tiveres amor.

Em vez de cuidares para que não te aconteçam coisas más…em vez de reclamares que só te acontecem coisas más…Olha para essas coisas como se fossem um espelho do teu interior. E agradece.

Agradece às pessoas que te provocaram dor o facto de elas te terem feito ver o que tens de trabalhar em ti próprio. E trabalha. Agradece e trabalha. Este é o processo.

Se atrais uma situação violenta, percebe que essa situação é apenas o espelho da tua violência interior. Percebe isso, e entra em contacto com ela. Lembra-te de situações violentas da tua vida, chora, grita, esperneia, passa por isso, e retira a energia negativa que sair do teu peito. Retira essa densidade e abre o coração para que o amor possa entrar.

E assim, situação a situação, circunstância a circunstância, irás limpando, agradecendo e limpando. Um dia, vais acordar com um reino de amor à tua volta.

Alexandra Solnado
"I don't believe in accidents. I know for sure that everything in life happens to help us live."

Oprah

“You're worried about how you're going to feel at the end of your life? What about right now? Live. Right this minute. That's where the joy's at.”

Abigail Thomas
"Every day brings a chance for you to draw in a breath, kick off your shoes and dance."

Oprah
Na maior parte das vezes ainda sinto que é irreal...

Momento musical



There's so many things i like about you, I..
I just don't know where to begin,

I like the way you, look at me with those beautiful eyes,
I like the way you, act all surprised,
I like the way you, sing along,
I like the way you, always get it wrong,
I like the way you, clap your hands,
I like the way you, love to dance,
I like the way you, put your hands up in the air,
I like the way you, shake your hair,
I like the way you, like to touch,
I like the way you, stare so much,
but most of all....
Yeah..
most of all....

I like the way you move.....
I like the way you move.....

I like the way you, put your hands up in the air,
I like the way you, shake your hair,
I like the way you, like to touch,
I like the way you, stare so much,
but most of all....
Yeah..
most of all....

I like the way you move.....
I like the way you move.....

I like the way you, put your hands up in the air,
I like the way you, shake your hair,
I like the way you, like to touch,
I like the way you, stare so much,
but most of all....
Yeah..
most of all....

I like the way you move!

I Like the way you move
Bodyrockers

The Family Guy: Herbert

Eis o homem do assobio... :) Just love him!



Herbert (voiced by Mike Henry) – Herbert is an elderly pedophile who resides just down the street from the Griffin Family and lusts after Chris. In the episode "Play It Again, Brian", Chris finally realizes this and asks Herbert, "Are you a pedophile?" However, Herbert's answer, if any, is not shown. He has a dog named Jesse, who is also very old and is unable to use his hind legs. He pronounces sibilant consonants with a high-pitched whistle. He also plays Obi-Wan Kenobi in the "Blue Harvest", "Something, Something, Something, Dark Side" and the upcoming "It's a Trap!" episodes. He was also a Corporal in the United States Army. In an interview, Mike Henry stated that he based Herbert's voice on an old man he used to meet at a grocery store. Before the character was used for the show Mike would use the Herbert voice to motivate stalled writers at meetings.