Correspondência à moda antiga


Gostava de voltar a ter o hábito de me corresponder à moda antiga com papel, caneta, envelope e selo! Já tive vários correspondentes nacionais e mesmo internacionais e era imensamente engraçada toda a dinâmica que envolvia o processo de nos correspondermos. O receber a carta, a expectativa de ler o que nosso penfriend tinha a contar-nos, ver a sua letra e sentir o papel sabendo que esteve nas mãos do nosso amigo, tudo isso dava carisma ao acto de corresponder por carta. Adorava, mas o hábito foi-se perdendo, nem sei se culpa minha ou falta de resposta, muito tempo já se passou desde essa altura. Mas gostava de reaver. Ainda hoje guardo todas as cartas que recebi, algumas mesmo com fotografias. Estão guardadas numa caixa, bem cheia, com envelopes de varias cores e tamanhos, letras da mais variada forma. E por momentos dou por mim a pensar como estarão todos esses meus amigos...

1 comentário:

  1. Que saudades!! Trocava imensa correspondência com amigos...era tão bom!

    ResponderEliminar