Ascensão

"Existe um conflito interior que é a chave da roda das encarnações. O ser desce, encarna por estar preso à roda das encarnações. Está preso pelo fio do conflito. Enquanto houver conflito interior, enquanto o ser não se pacificar com os seus próprios opostos, não consegue ascender e consequentemente sair da roda das encarnações.

Perder conflito é compreender que o mundo é feito de opostos. É acreditar, por mais difícil que seja, por mais abrupta que pareça essa realidade, que esses mesmos opostos podem coexistir. No dia em que acreditares que duas coisas diametralmente opostas podem coexistir. No dia em que acreditares que podes
ter as tuas opiniões e o outro pode ver o mundo de outra maneira e ter as suas próprias opiniões.

No dia em que deixares de julgar que as tuas opiniões estão certas e que as do outro estão erradas, e compreenderes que são apenas duas opiniões. Apenas duas formas de ver a vida. Apenas dois opostos do mesmo eixo. E que nenhuma é melhor nem pior do que a outra. Porque na vida cabem essas duas maneiras de ver o mundo, mas cabem muitas mais. E todas estão correctas. E todas são viáveis. E todas são possíveis.

No dia em que tu próprio, dentro do teu peito, deixares coexistir duas emoções antagónicas, pelo simples motivo de que existem e pronto. Sem te julgares,sem achares que uma emoção é melhor ou pior do que a outra. No dia em que conseguires vibrar por esta frequência tão alta e tão improvável para um ser humano.

Nesse dia, o conflito será abolido. (...)"

Alexandra Solnado

Sem comentários:

Enviar um comentário