Parisienses emocionados abraçam muçulmano


Tenho que partilhar o vídeo, a notícia que circula desde ontem à noite porque continua a haver algo que defendo e acredito: a humanidade.
Nem todos somos bestas, nem todos somos selvagens, nem todos somos terroristas ou assassinos.
Acredito que, da mesma forma que facilmente nos unimos pela causa da guerra, nos deveríamos juntar pela causa amor, pela paz, pela tranquilidade, pela alegria. Não quero viver num mundo onde olho as crianças e penso o que será do futuro delas e no que eventualmente poderão vir a sofrer pelo que os adultos estão a fazer agora. Não quero viver num mundo onde andamos com medo, com fome de vingança, com ódio. Viver assim é baixar os braços e ceder ao terrorismo.
Abracem-se e mostrem respeito uns pelos outros.

2 comentários: