Mindfulness afinal o que é?

Numa tradução literal é atenção plena, ao momento, às circunstâncias, a si mesmo sem julgamentos.
Ontem assisti a uma masterclass online, gratuita, sobre o tema. Sou sincera, esperava um pouco mais. No nosso país esta temática ainda está a dar passos de bebé e a masterclass foi um pouco uma introdução ao temamais pareceu um momento de publicidade aos cursos pagos que têm agendados. Mas sou justa, há cerca de um ano que ando a seguir e a aprofundar o meu conhecimento em outras paragens, internacionais, onde nada disto é novidade e o que se aprende é de um nível bem mais avançado. Mas fico contente que em português se comece a desenvolver um pouco mais algo que me apaixona, pode ser que as palestras, os retiros, os grupos de debate aumentem, cresçam.
Conhecer as 9 atitudes do Mindfulness e incorporar a sua prática no meu dia-a-dia tem sido um importante passo no meu desenvolvimento pessoal. Partilho convosco essas 9 atitudes: não julgar, ser paciente, ter uma mente de principiante, confiar, não 'lutar', aceitar, deixar ir, ser grato e ser generoso. A ordem não tem de ser necessariamente esta, não há uma ordem a seguir, nada é rígido a esse ponto. O importante é coloca-las em prática.
Cultivar a filosofia do Mindfulness, uma consciência não julgadora, a cada momento, não é tarefa simples. Eu mesma acabei por emitir um juízo de valor em relação à Masterclass em vez de apenas aceita-la como foi e absorver o conhecimento que partilhou. Não tive uma mente de principiante olhando o conhecimento como se fosse algo novo. Não julgar é uma das tarefas mais árduas que o ser humano tem de realizar, muito em parte por estarmos tão envolvidos em estados mentais condicionados,  por termos uma constante necessidade de comparar, de exigir.
Quando começamos a cultivar esta consciência Mindfulness em nós é importante trazer estas 9 atitudes de forma a fazê-lo de um modo natural, sem forçar nada, sem esperar atingir um estado iluminado e consequentemente uma expectativa frustrada. Mas tudo isto exige tempo, para nós. Exige estarmos conscientes que é bom parar de vez enquando, parar a roda que nos colocamos diariamente e meditar, não necessariamente de pernas cruzadas e dedos colados, nada disso. É simplesmente parar, qualquer lugar serve desde que nos deixem parar, e em vez de continuarmos a pensar na imensidão de coisas que temos para fazer, vivendo constantemente num estado de ansiedade, apenas sentir a nossa respiração, a forma como entra no nosso corpo e nos preenche, como sai do nosso corpo e nos liberta, como o oxigénio alimenta as nossas células, uma a uma, e agradecer. E se acharem que naquele momento nada têm a agradecer porque estão imersos em problemas, agradecer simplesmente o acto de respirar. 

Convido a aprofundarem mais o tema e deixo aqui um link interessante e em português sobre as 9 atitudes. Se estão interessados em mudar alguma coisa em vocês, na forma como vivem, se estão cansados de uma vida pautada por constantes montanhas-russas e desejam olhar o mundo com outros olhos, mais calmos, mais preenchidos, mais de acordo com quem éramos antes da sociedade ditar que devemos ser, se calhar apreender algumas destas atitudes, aos poucos, não será má ideia.
Fica o convite.

3 comentários:

  1. Gosto muito destes posts. Aprendo imenso e sobre coisas que me têm ajudado :) Vou copiar as 9 atitudes para um caderno e tentar pô-las em prática. O não emitir juízos de valor vai ser bem complicado, é algo tão natural olhar à nossa volta e pensar no significado das coisas para nós, compara-las com outras ou classificá-las...

    ResponderEliminar
  2. Fico imensamente contente e grata ao ler teu comentario. Muito bom saber que, nao so mais alguem esta a criar laços com o mindfulness como gosta do que partilho. Obrigada
    Quando falam em nao emitir juizos de valor nao quer dizer de forma radical deixarmos de ter uma opiniao. Tudo esta em torno da opiniao que formas sobre ti mesma, a tua vida. Caimos muitas vezes no erro de nos punir, de achar errado, de nos auto-criticar. É esse 'nao julgar' que se pretende. Deixar a vida seguir o seu curso, estar atento as situacoes mas deixa-las fluir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada eu :) Por ajudares, por ires esclarecendo e pela partilha :) Bjs

      Eliminar