Conversas de cabeceira V

- Ah! Hoje estás bem mais optimista!
- Digamos que respiro melhor! (sorriso)
- Esse aperto no peito deu alguma folga...
- Tem dias, sabes? Tem dias que me sinto um pouco mais confiante.
- Deviam ser todos os dias!
- Não percebo é porque esta confiança desvanece quando saio daqui...
- Eu acho que o mundo te assusta!
- O mundo é demasiado grande e desconhecido para mim!
- Mas é teu, é a tua casa. De que tens medo? Não irás fazer nada que outros não tenham feito!
- As pessoas assustam-me, com as suas críticas, com os seus próprios medos, com as suas atitudes...
- Não escutes. Ouve-te a ti que sabes o que queres e o caminho que deves seguir. O resto é uma aventura, o desconhecido. Não queres?
- Quero, e muito. E sei os benefícios que posso retirar daí!
- E então? Quando saíres daí, mantém essa cabeça erguida e coragem no olhar. Mentaliza-te que a vida é tua e mais ninguém poderá vivê-la por ti. Tens sonhos, vai ao encontro deles; tens receios, enfrenta-os. Não deixes para outro dia o que pretendes viver agora porque o amanhã nunca chega. E no fundo, tu sabes que podes contar com..."tu sabes quem"! Vai...voa!

Sem comentários:

Enviar um comentário