Muitos falam de vícios. Não gosto da palavra vício, nem me considero uma pessoa de vícios.
Gosto de pensar em mim como uma pessoa de
prazeres!

3 comentários:

  1. nunca tinha pensado nas coisas dessa forma, mas confesso que tens razão.

    ResponderEliminar
  2. Concordo em Absoluto...enquanto pertencerem ao mundo da racionalidade..prefiro falar em prazeres...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Leila: sempre é mais simpático pensar assim

    ResponderEliminar