"Coitadinho" o caraças!!!

Estou cansada de viver com o sentimento de pena. Sinto pena de tudo e mais alguma coisa e corroi-me o coração.
"Coitadinho" será a palavra que mais vezes digo e/ou penso e estou errada cada vez que o faço pois não só enfraqueço-me e vivo com o coração apertado como coloco todos os seres humanos no mesmo "saco" quando grande parte nem deve merecer. Mas, ou porque tem um ar mais humilde ou porque tem um modo de falar mais tacanho e simples, ou porque é um desgraçadinho, ou porque está sozinho, ou porque...enfim, porque qualquer coisa e já estou com pena e lá vem o "coitadinho" ou "tadinho" que é mais pequeno e como é repetido tantas vezes torna mais fácil e rápido de dizer!
É que isto desgasta-me!!!
Ninguém tem a noção da quantidade de coisas que deixei de fazer por pena de algum meu semelhante. A panóplia de coisas que deixo pendentes ou completamente postas de parte porque alguém vai ficar sozinho, alguém poderá precisar (nunca precisa, só mesmo na minha cabeça), porque pode ficar triste, porque há gente a passar fome e frio e não devo fazer por respeito...e outros exemplos que nem devo referir para não ferir ninguém porque... "tadinho"!!!
Eu já disse que uma semanita no manicómio era uma perfeita solução para uma forma de retiro mais específico, mas as pessoas a quem o digo continuam a achar que estou a exagerar!! Algum dia vão dar-me razão (e quem sabe uma boleia para chegar mais rápido!)

2 comentários: