Vai embora medo...

De que matéria é feita o medo? Este medo que circunda-me, que faz-me tremer por dentro, que coloca os meus sonhos numa redoma de vidro?
Porque o medo surgiu de forma tão subtil, mascarada, que nem apercebi-me que ele estava lá?
Julguei-me imune a ele, já vivenciei-o, já superei-o outras vezes, já vivi sem ele, já sei de que côr ele é e o que faz-me temer. Não pensei que voltasse afinal eu sou eu mais eu e de nada tenho medo...ou não tinha até agora!
O que mudou? Continuo a ser eu mais eu?!! Pois, eu mais eu e... mais tu, se calhar é por isso! O medo veio sorrateiro atrás do amor e agora espreita de vez enquando, quando penso que à medida que o tempo passa fica mais difícil voltar atrás e que a tendência será para gostar mais e mais.
Engraçado este processo mental...não procurava o amor, não fazia questão de encontrá-lo mas encontrei-o em ti e agora tenho medo...de ficar sem ti!

5 comentários:

  1. Ter medo de perder alguém que se ama é normal. É sinal que gostas mesmo dele. Só tens de continuar a viver essa relação e isso passa. Pode mais tarde voltar mas é normal, o que interessa é que seja só um sentimento passageiro.

    ResponderEliminar
  2. "Quem ama tem medo de perder"

    Pedro Abrunhosa


    ;)

    ResponderEliminar
  3. O amor é bonito, pena é fazer-nos sentir vulneráveis dessa forma...

    ResponderEliminar
  4. Por acaso não curto muito esse gajo!
    Sim, faz parte, eu sei! Mas tem dias que vivia bem sem ele, em que não me apetece ter que o enfrentar, mas ele insiste em aparecer...
    Tal como apareceu a ti, é como dizes, é um processo natural, faz parte! :)

    ResponderEliminar
  5. Deve ser natural...nem sei! Será que todos o sentimos?

    ResponderEliminar