A Paz

Existe uma paz que só se alcança quando as decisões que tomas são as mais correctas. Mais correctas para ti, naturalmente. Normalmente, a maioria das pessoas toma as decisões baseadas na ideia do «tem de ser», «não há outra hipótese» ou «tenho mesmo de fazer isto».

São decisões empurradas pela mente, pelo ego controlador e sinistro, que foge da tua alma pois tem medo da força que ela tem. Volto a dizer – as decisões quando são tomadas respeitando a energia original têm uma força tremenda.

Porque tudo está no seu lugar quando uma pessoa se respeita, quando uma pessoa sabe que o que é melhor para si pode não ser o melhor para os outros. Sempre que tomares uma decisão, faz o seguinte: nem que seja por um segundo, fecha os olhos e sente o teu peito. Mais do que isso. Sente a tua intuição.

Às vezes o peito sofre com as decisões que a nossa intuição nos diz que temos de tomar. Sente a tua intuição. Há paz? Há coerência energética? Há aquele sentimento tão antigo de que «tudo está no seu lugar»? Se sim, está certo. É a tua decisão mais acertada. Se não, já sabes o que tens de fazer.

Alexandra Solnado

2 comentários:

  1. Olá Sílvia,

    Foste ao meu cantinho e eu vim aqui espreitar o teu e ... já cá tou há uma boa meia hora :)) Este texto hj falou-me mesmo ao coração, deixas-me usá-lo no meu blog? É perfeito e é correcto. Quando tomamos as decisões correctas encontramos a paz.
    Pelo que ando aqui a ler, acho que vais gostar dos livros do Wayne W. Dyer, ele tem alguns fantásticos, sendo o mais duro, mas o que mais me mudou, o que se chama: as tuas zonas erróneas. O audiobook tb é mto bom.
    Vou continuar a ler, tou a gostar :) Obrigada! Sofia

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Sofia, deixa-me super contente quando gostam do meu cantinho. Também gostei do teu e já o sigo. :)
    É claro que podes utilizar o texto no teu blog. É da autoria da Alexandra Solnado.
    Vou pesquisar o autor que falas! Obrigada pela dica!
    E mais uma vez, obrigada pela visita e por teres gostado. :)

    ResponderEliminar