Défice de atenção

Estamos a conversar, uma conversa banal, coisas do dia-a-dia. Eis que, de repente, no meio do assunto, diz-me algo que recebo como um soco no estômago. Não digo nada, permaneço calada e sinto a minha mente a fechar-se automaticamente e a diminuir a sua atenção ao exterior. A pessoa continua a conversar, pois não tem noção do que acabou de acontecer e também não faz a mais pálida ideia que já não estou a ouvir patavina da continuidade da conversa.
Desde algum tempo para cá que reparei nisso em mim. Quando alguém magoa-me com uma palavra ou várias palavras, mesmo que inconscientemente, ou deixa-me preocupada com um assunto sensível do meu ponto de vista, o meu nível de atenção cai drásticamente. Fico virada para dentro de tal modo, e apesar de ainda estar fisicamente presente, chegando mesmo a emitir sons de concordância ou discordância à pessoa, o que é certo, é que estou concentrada na frase anterior, a medir cada palavra dita, a tentar perceber o que se passa e não ouço o que a pessoa está a dizer a seguir. Acabo por depois parecer mal-educada!! Consigo imaginar o tipo de expressões faciais que devo fazer quando isso acontece, e então se for ao telemóvel as minhas enormes pausas de silêncio devem atrapalhar qualquer um, o que não deve ser nada agradável para a outra pessoa, mas também quem manda dizer o que não deve?!?

7 comentários:

  1. Ai que isto fez tanto sentido! Parecia que me estavas a descrever!

    Sou tão assim também.

    ResponderEliminar
  2. Shutdown...
    Faço-o de uma maneira diferente, não consigo disfarçar o mal estar. Peço licença e levanto-me ou digo que tenho que desligar pois estou a conduzir e vi a polícia e depois volto a ligar...
    Mas entendo perfeitamente o que descreves.

    ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu já não disfarço. Fico muito muito calada e acho que os meus olhos devem ficar muito tristes pq toda a gente topa. Se não perceberem, tb não digo nada, mas passados minutos, se possível, rodo nos calcanhares e sigo viagem. É aquela coisa de que a Alexandra Solnado falava, lembras-te? :) Exacto: bad vibes.

    ResponderEliminar
  4. Eu também não devo conseguir disfarçar pois sinto as minhas expressões faciais mudarem e o silêncio deve ser percebido por quem me conhecer um pouco melhor.
    Mas estou com voces, mal possa, dou meia volta e já não estou lá! :)

    ResponderEliminar
  5. Sou muito assim (infelizmente)!
    Embora que eu acho que consigo continuar a conversa, embora provavelmente aquela frase seja a única a ser retida! :)
    Mas a expressão facial com certeza que também deve mudar, isso é inevitável!

    ResponderEliminar
  6. Continuar a conversa vai depender da pessoa com quem estivermos a conversar não? Se for alguem de muita importância para nós será difícil ignorar aquele momento.

    ResponderEliminar