Mudar

Conseguir a mudança não é tarefa fácil mesmo que tenhamos em mente que tudo depende de nós, da nossa fé, da nossa força de vontade, da nossa capacidade de acreditarmos em nós e no universo que nos rodeia.
Mesmo a mais pequena coisa poderá parecer quase impossível modificar se, dentro de nós, viver um pequeno monstrinho que vai repetindo a cada segundo que é difícil. E sabemos que temos de 'matar' esse monstrinho, mas a forma como estamos tão ligados ao mundo exterior faz com que soframos demasiadas influências negativas que acabam, infelizmente por alimentar o monstrinho e não aniquila-lo.
Anseio pela mudança, desejo-a mas talvez não com toda a força que poderia ter. Sei que quero-a mas não comprometo-me a agir, talvez por medo, mas mais por conformismo pois tornou-se demasiado agradável ficar passiva, no canto e suspirar sem ter de fazer mais nada! Creio que admitir que encontro-me nessa fase é um passo importante para finalmente decidir-me a mudar e deixar de apenas observar a vida ao meu redor. Muitas, ou grande parte das vezes que equaciono a hipótese de mudar uma das principais perguntas que assola a minha mente, quase de forma instântanea é "para quê?" e rapidamente descubro imensas razões que dizem-me não valer a pena. Noutros dias, um pormenor vai responder-me aquele "para quê" e uma frustração toma conta de mim como se quisesse punir-me por não ter seguido o instinto anterior. Mas pesando prós e contras, são mais contras do que prós. Contudo, mesmo nesse desequilíbrio, internamente os prós querem ganhar e está na altura de faze-los ouvir. Mais que não seja, mudam-se os queixumes...já é uma mudança!

8 comentários:

  1. Oh diabo! eu mudei tanto tanto tanto... e o tal deus não ajudou nada! Será castigo? ;)

    ResponderEliminar
  2. Depende...mudaste para melhor ou para pior? :p

    ResponderEliminar
  3. Simplesmente mudei..e basicamente continua tudo igual :)

    ResponderEliminar
  4. Hmmm...o importante é que te sintas bem. Se o resto não mudou é porque falta algo...mas, apenas especulo!!

    ResponderEliminar
  5. Ao ser humano falta sempre alguma coisa..eu não sou diferente! :)

    ResponderEliminar
  6. É essa incessante busca que nos faz continuar...

    ResponderEliminar