Fico chocada com as notícas do mundo

Ontem ao ler o Jornal de Notícias deparei-me com uma notícia que me chocou imenso e que poderão lê-la aqui.

Uma criança indiana, com 11 anos, terá cometido suicídio depois de ter sido proibida pelos pais de participar num concursos de televisão.

Como é possível uma criança cometer suicídio? Como é possível uma criança lembrar-se de morrer e pior, não ter medo da morte a ponto de enfrentá-la assim deste modo?

Vocês ainda se lembram quando tinham 11 anos? Por entre brincadeiras, risos, choros, ralhetes de nossos pais ou tutores, alguma vez lembraram-se da possibilidade de morrerem? Sei que pensei algumas vezes o quanto me assustava perder os meus pais e minha irmã, e como isso me magoava só de pensar mas nunca, em nenhum momento, achei possível a morte passar por mim. Eu era intocável! Tantas vezes que caia a andar de bicicleta e me esmurrava toda, tantas vezes que me magoei nas brincadeiras e aparecia em casa com os joelhos completamente esfolados e em sangue e nunca me ocorreu sequer a possibilidade de ficar doente por isso ou de partir o pescoço cada vez que trepava uma arvore, quanto mais que houvesse a possibilidade de eu morrer. Morte era para os mais velhos, não para mim.

O que levará uma criança a sofrer de tal modo que nem sequer tem noção de todo o resto que a rodeia, da vida que ainda a espera, das coisas magníficas que poderá fazer? Não puder dançar na TV será motivo suficiente na cabeça de uma criança para julgar não haver mais nada que interesse na vida? Estaremos a prestar atenção às nossas crianças para não vermos a tristeza nos seus olhares ou identificar comportamentos invulgares que precisarão de cuidado?

Ninguém está livre de ter em mãos uma situação incompreensível destas e não quero julgar ninguém porque nem sequer tenho esse direito, mas aqueles pais não se aperceberam de nada? Como é possível?

À medida que ia pesquisando sobre esta notícia para vos escrever, deparei-me com muitas mais acerca de suicídios de crianças indianas por razões que não lembra a ninguém. Uma delas era sobre uma jovem de 16 anos que, em Setembro do ano passado, assustada com as experiências levadas a cabo para reproduzir o fenómeno Big Bang e amedrontada com a possibilidade de acontecer o final do mundo, cometeu suicídio. Os canais de TV indianos assustaram de tal modo a população com as suas previsões que muitos correram aos templos para rezarem e outros não conseguiram lidar com o medo, como o caso da menina de 16 anos.
Terá alguma coisa a ver com a cultura e a educação do país? Ou o valor da vida humana simplesmente desapareceu?

11 comentários:

  1. Eu também li essa noticia ontem, quase que nem dá para acreditar...

    ResponderEliminar
  2. Sílvia, acredita em mim quando te digo que sei o quanto é difícil...mas garanto-te que vai melhorar! Não parece agora, mas tudo vai voltar a fazer sentido!
    Se precisares de conversar disponibilizo-me totalmente!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado meu anjo ..
    Mas não é preciso.
    O meu blog está como quero .. gosto de coisas simples.
    És uma querida.
    Muito obrigada pela força.

    ResponderEliminar
  4. crianças suicidarem-se infelizmente não é assim tão raro.Choca-nos, afinal de contas uma criança não sofre, certo? é aquela altura em que tudo nos passa ao lado. Mas não é assim para todos.

    Muito menos é algo que só acontece na India. os motivos variam muito mas no fim de contas nunca pode ser só um e tem muito a ver com a construção de cada um. enfim... pensamentos meus :p

    ResponderEliminar
  5. É uma péssima notícia... mas resta saber a fonte da mesma. Não haverá aí a mãozinha "especial" do jornal em questão para vender mais?

    ResponderEliminar
  6. Sílvia: de nada! Não custa nada!
    Eu gosto do teu blog como ele está, mas tenho reparado as diferenças e minha opinião era que realmente fosse um espelho de como te estivesses a sentir.
    O que interessa é que estejas bem!

    Sónia: olá! Obrigada pela visita!
    Pois, eu não tinha noção alguma que as crianças cometiam suicídio, para mim era e é surreal!
    Elas sofrem, mas nunca pensei que a morte fosse uma hipotese para elas!
    Sublinhei o caso da Índia por ser um país com uma cultura tão mais fechada que a nossa, daí ser mais estranho!
    Não entendo...

    Gimbras: não é o caso pois foi notícia em vários sítios e o Jornal de Notícias, a fonte da qual extraí, não faz o género sensacionalista, até porque nem era notícia de capa, apenas uma coluna lá pelo meio!
    Que mundo seria este se agora até suicídio de crianças fosse razão para aumento de vendas...

    ResponderEliminar
  7. Eu também fiquei chocada com esta... nao estava nada à espera: http://sluzinha.blogspot.com/2010/01/clube-de-fas-luzinha-e-dj-me.html

    ResponderEliminar
  8. Pois Luzinha, é chocante mesmo!
    Obrigada pela visita!

    ResponderEliminar