Feliz aniversário...ou não!!!

Quando estamos magoados os aniversários e datas importantes parecem ser aquele dedo que insiste em mexer na ferida. Com o aproximar dos dias especiais ou das datas que ficaram na memória por razões menos boas, sinto-me enfraquecer, sinto um aperto tal no coração que julgo não ter coragem para viver esses dias e o pânico instala-se pois não tenho escapatória, esses dias vão mesmo passar por mim.

"Ele" faz anos este mês e fará também um ano que nos separamos sem retorno. Vão ser duas semanas de agonia, de recordações imparáveis, memórias que já teimam em torturar em dias comuns e que nestes dias que se aproximam farão das suas ao meu pobre coração massacrado!

Um dia estes dias serão apenas mais um, mas neste momento, mesmo que passado um ano, são dias que trazem sentimentos tão vivos como o eram à um ano atrás.
Não peço que o tempo passe depressa por culpa da dor pois sinto que o tempo já voa depressa demais e me escapa entre os dedos, peço sim que sejam dias alegres, providos de sorrisos e boa companhia para que não pareçam tão angustiantes e sem fim.

Eu sei que "ele" detesta o dia de aniversário, aliás, detesta tudo o que seja festividades. Sei que fez um sacrifício enorme para me telefonar no meu aniversário e que aqueles minutos foram uma verdadeira tortura pois, tal como eu, também sofre com fim da relação, com tudo o que aconteceu de errado e não podemos corrigir nem voltar atrás. E agora a dúvida instala-se: devo telefonar-lhe no aniversário? Quererá ouvir-me nesse dia ou preferirá estar no seu canto, em silêncio, sem que ninguém o chateie? Com certeza a segunda hipótese mas não posso ignorar o dia pois continua a ser o dia "dele".

8 comentários:

  1. Oh Sílvinha, lamento que sintas o mesmo!
    Força!

    ResponderEliminar
  2. pois...é complicado, mas manda uma mensagem ou mail é sinal que te lembras-te e nao ficas incomodada se ele nao atender...

    beijocas

    e força

    ResponderEliminar
  3. Silvia Maria, telefone. Faça o que a boa educação manda. Afinal de contas é uma pessoa que você conhece e conhece muito bem. Se você não telefonar vai fazer mal a você. Vai ficar aquela pendência interior. Você ficará a se perguntar: Será que ele percebeu que eu nem liguei? Será que ele percebeu que eu até me esquecí da data? E por aí a criatividade negativa vai trabalhando e carcomendo o seu coração. Se você telefonar, tudo fica resolvido. Se ele gostar, muito bem. Se não gostar, você fez o que manda a etiqueta e pronto.
    Beijos conselheiros. Manoel Eduardo - Brasil.

    ResponderEliminar
  4. é isso mesmo que farei Manoel, por boa educação e porque meu coração me pede e não posso negar senão o sofrimento seria maior.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Também sei o que isso é...Nos primeiros tempos esses dias são sempre recordados de uma forma que chegamos a desejar conseguir esquece-la...mas passa, fica apenas mais um dia!

    ResponderEliminar
  6. Claro que tens de ligar :)
    Ele não espera outra coisa de ti, não fosses mesmo boa pessoa (com selo de qualidade da minha parte:))

    Bjs
    P

    ResponderEliminar
  7. Elisabete: minha força provem daí, saber que daqui a uns tempos será apenas mais um dia!

    P: hmmm...não creio que ele espere que eu ligue pois sei que ele preferia que ninguém se lembrasse, mas acredito que sabe que vou faze-lo.
    Ah...se tem teu selo então é outra categoria!!! (senti-me um queijo agora!!)

    ResponderEliminar