Morbidades na World Wide Web

Hoje recebi um e-mail desagradável e fiquei logo com más energias.
Tenho um colega que insiste em enviar-me e-mails de conteúdo deveras desagradável. Nem todos os que envia o são e por isso sou induzida em erro e abro-os. Tem vezes que manda piadas, outros vídeos engraçados, outros que nem o título deixa suspeitar que vamos assistir a algo extremamente desagradável. Para ser mais específica, por exemplo, falo de fotografias ou vídeos de acidentes de viação com corpos desfeitos, vistos ao pormenor e de todos os ângulos possíveis. Sim…é verdade…ele reencaminha coisas desse género e são muito desagradáveis.
Questiono-me como essas fotografias e vídeos, muitas tiradas por agentes de autoridade e equipas médicas, ficam acessíveis desta forma!
O e-mail de hoje tratava-se de um homem que levado para uma sala de interrogatório da polícia demora menos de 1 minuto a dar um tiro na própria cabeça. E pronto…começo a assistir o vídeo, aparentemente inocente, vejo o senhor a sentar-se numa cadeira, não ouço o que dizem pois não tenho som no computador e por isso fico mais atenta ao que se passa. E pumba…puxa de arma e mata-se. Não preciso de entrar em pormenores macabros de como o homem fica, afinal é um tiro na cabeça e com tantos filmes que já vimos na televisão vocês conseguem imaginar e perceber que o resultado não é simpático.
Não entendo!!! Não entendo imensas coisas ao mesmo tempo. Primeiro como alguém é capaz de com imensa calma puxar de uma arma e disparar contra si mesmo, depois como é possível estas imagens saírem cá para fora sem qualquer controlo, e para finalizar, porque o ser humano continua com a sua curiosidade mórbida sobre as desgraças dos outros e faz questão de partilhar. Até consigo entender, porque há malucos para tudo, que existam estas pessoas com um gosto refinado e que adorem ver sangue, tripas e massa encefálica de forma gratuita, não entendo é a sua vontade de partilhar com os restantes…Que veja e guarde para ver mais tarde se for o caso mas que não reencaminhe para outras pessoas que eventualmente podem não partilhar do mesmo prazer de sentir nojo, repulsa e um grande nó no estômago.
Com certeza a psicologia deve explicar este tipo de comportamento. Pessoas como meu colega aparentemente, repito, aparentemente normal, mas com este tipo de interesse por assuntos tão brutais como o resultado final no corpo humano depois embate violento, devem sofrer de um distúrbio qualquer. Alguma coisa tem que explicar porque lhes “agrada ver a morte”.
Lamento meu colega, até és uma pessoa simpática, mas vou deixar de abrir os teus e-mails porque desgraças não preciso.

5 comentários:

  1. Pois, para ouvir desgraças, basta ouvir os noticiários. Mas ainda bem que, de vez em quando, vais ao meu blog para sorrires :o))

    Stammi bene :o)

    ResponderEliminar
  2. Eu se fosse a ti repensava essa amizade :p

    Estou a brincar, é claro, mas lá que n é normal n é...

    ResponderEliminar
  3. Realmente é mesmo como dizes, nada indica o que se vai passar e não é nada agradável...
    O raio do moço enganou-me bem desta vez!

    ResponderEliminar
  4. Sílvia Maria, mandei um comentário para você nessa postagem. Acho que na hora de salvá-lo cometí algum erro e não sacramentei o comentário. Não faz mal. Vou tentar reconstituí-lo...
    Você é uma pessoa bastante sensível e não cultua esse tipo de informação. Tem gente que adora esse tipo de coisa. Eu, por exemplo acho super deprimente. Nem gosto de saber muito disso. São deturpações da vida. Não é o nosso dia a dia. Então faça o seguinte, querida amiga, passe um "pano de limpeza" no que você viu, pare de pensar nisso e pense nas coisas boas e normais da vida. Isso foi só sensacionalismo. Joga fora da cabecinha essas bobagens. Carinhoso beijo. Manoel Eduardo - Brasil.

    ResponderEliminar
  5. Senhor das Chaves: a do bidente em Itália com certeza foi bem colocada!

    Dexter: pois...aparecem pessoas mortas no mato e depois de muita ciencia forense descobrem que era o amigo tal que até tinha uma panca por essas cenas. Vou repensar, sem sombra de dúvida!!

    Elisabete: nem de propósito ele fez questão de enviar para toda a malta. Humm..teu mais que tudo acha relativamente bom ficarmos informados dessas coisas...não sei...dorme com um olho aberto tá?? Tou a brincar! :D

    Blog do Óbvio: quem entende a mente do ser humano? Limpar vou limpando, foi o que fiz com todos os e-mails desse conteudo que recebi. Mas será que este tipo de comportamento quer dizer alguma coisas? Hummm... :)

    Beijos carinhosos

    ResponderEliminar