DEVERÍAMOS USAR O PASSADO COMO TRAMPOLIM E NÃO COMO SOFÁ
Harold MacMillan

4 comentários:

  1. Certíssimo, Sílvia. Beijinhos no trampolim. Manoel Eduardo - Brasil.

    ResponderEliminar
  2. Mas, por vezes, sabe tão bem estar no sofá :o))

    ResponderEliminar
  3. Senhor das Chaves: não sejas preguiçoso!! ;) E o trampolim consegue ser tão divertido :P

    ResponderEliminar
  4. Acho que ainda falamos nisso recentemente :)

    ResponderEliminar