Outras formas de solidão

Estou a viver uma fase em que tenho a sensação que não posso sentir nem partilhar as minhas alegrias e sim, tenho tido momentos muito mas muito bons.
Não posso sentir pois surge logo a ideia de que estou enganada e que tudo não passa de uma ilusão nem posso partilhar pois parece-me que ninguém está disposto a ouvir que alguém está feliz. Infelizmente é o que tenho vindo a sentir, como se a desgraça fosse aceite pela maioria e motivo de aproximação entre pessoas mas a felicidade tivesse passado para um patamar em que, quem a vivencia deverá manter-se à distância senão incomoda.
O mais engraçado no meio disto tudo é que quando, muito a medo, tento aceitar a felicidade como algo real qualquer coisa acontece para me chatear e fazer-me recuar ao ponto da ilusão.
Será que é preciso ser-se desgraçadinho para cairmos em graça?

7 comentários:

  1. Não, claro que não. Os nossos Pais estão sempre do nosso lado. :))
    Mas é um pouco verdade, como dizia um "pos-it" da Andorinha a nossa felicidade irrita muita gente, mas esses, concerteza não serão os nossos verdadeiros amigos. E é um facto, esses são sempre muito poucos, não os duzentos e tal do facebook. :)

    ResponderEliminar
  2. entao nao sintas. nao penses muito, vive!

    ResponderEliminar
  3. Às vezes realmente é essa a impressão que ficamos! As pessoas parecem ter mais facilidade em lidar com as desgraças, do que com as coisas boas!
    Mas não acredito que seja "mal geral" e que há muita gente, aqueles que realmente gostam de nós, que ficam felizes com o nosso bem estar e a nossa felicidade!
    Eu gosto de te saber feliz :)

    ResponderEliminar
  4. Claro que podes partilhar, as pessoas que realmente gostam de ti, ficarão felizes por ti!

    ResponderEliminar
  5. waterfall: pois, estou em crer que são nesses momentos que sentimos quem é ou não nosso amigo, salvo raríssimas excepções. O número não me importa, mas sim a qualidade! ;)

    Ju: vou vivendo e fazendo a festa sozinha! ;)

    Elisabete: às vezes não, quase sempre!!! Mas não há muita gente como afirmas, alguns, e de mim falo é claro. Obrigada.

    Nokas: hmmm...não me têm mostrado que posso, pelo contrário. Depois acumula! ;)

    ResponderEliminar
  6. só tenho uma coisa a dizer

    CARPE DIEM...

    bons ou maus a vida é feita de momentos, aproveite todos eles...
    até porque o que é bom é óptimo (ou perfeito) e o que é mau só traz experiência.

    realmemte, tens uma preocupação válida
    e que muita gente tem, mas corta essa ;)

    abraço

    ResponderEliminar
  7. Estou a cortar, aos pouquinhos! ;)
    Obrigada!

    ResponderEliminar