As i was walking in my sleep...

Não digam a ninguém mas quando era mais nova sofria de sonambulismo! Nada de anormal para uma criança que passava o tempo todo em correrias e brincadeiras e que quando chegava a casa para dormir continuava com a adrenalina toda ao rubro! Para falar a verdade, minhas brincadeiras não terminavam no momento em que pousava a cabeça na almofada. De forma consciente ou inconsciente (pormenores!!) eu brincava, e dormir não era um obstáculo para a minha diversão. Autênticas aventuras foram as minhas passadas no quarto, sim, porque minha sorte foi sempre sonhar que estava em todo o lado e mais algum mas nunca no meu quarto, e portanto, nunca achava a porta de saída!! Ufa ufa!
Tive várias situações caricatas mas a que mais me recordo foi a de ter literalmente andado a passear pelo quarto com a mesinha de cabeçeira, uma proeza tal que nem o candeeiro deixei cair!! Acordei e lá estava eu com a mesinha em braços! Ou então quando sismei que a almofada da minha irmã era uma cadeira e queria à força toda sentar-me...conseguem imaginar que minha irmã estava a utilizar a almofada nesse preciso momento pois estavamos a dormir. Consequentemente, estava a tentar sentar-me na cabeça dela!! :D
Mas o pior de todas as vezes que vagueava pelo quarto era quando minha irmã perturbada pelo barulho que eu fazia, decidia acordar-me de forma abrupta: SILVINHA!!! VAI DORMIR!!! Escusado será dizer que cada vez que ela me chamava sentia a minha alma a ir e a regressar tal era o susto! Sempre lhe expliquei para não o fazer pois um dia poderia ficar gaga, mas quando estamos a dormir queremos lá saber do resto, o que interessa é que façam pouco barulho!!! Descansem...não fiquei gaga!! Gra...gra...graças a De...De...Deus!!! :D
Engraçado foi ontem descobrir, em conversa com a minha mãe, que todos os meus tios, ou praticamente todos, sofreram do mesmo mal! Pelos vistos já nos corre no sangue esta vontade incontrolável de larear a pevide enquanto dormimos. Ainda me ri com algumas situações recordadas. Desde acordarem no quintal todos juntos ou irem dormir para a prateleira das batatas, o que é certo é que monotonia não existia naqueles quartos!
Com o passar do tempo começamos a sossegar e agora nem uma grua nos levanta da cama.
Enfim, aventuras!!

4 comentários:

  1. lol ai ai... partilhar uma cama contigo deve ser uma aventura... medooooooooooooooooooooooooooooooo :p

    bjs

    ResponderEliminar
  2. Olá anónimo, não tão anónimo assim, não fosse eu conhecer as tuas expressões!!
    Hoje já não acontece, durmo calminha..que nem um anjo, assim assim!!! :P

    ResponderEliminar
  3. Atualmente acontece o contrário. Passamos o dia todo sonhando com o amanhã e não enxergamos o hoje. Daí todas essas pendências diárias.:) Manoel Eduardo - Brasil.

    ResponderEliminar
  4. Manoel Eduardo: passamos o tempo todo a sonhar com o que queremos sem lutar por isso e culpando sempre as circustâncias da vida.
    Abraços

    ResponderEliminar