Pega lá um choque para ver se te calas!

Gostava de ter um mecanismo de auto-censura. Um dispositivo que accionasse cada vez que eu dissesse uma besteira, tipo um choquezito electrico no pescoço, assim ao de leve mas o suficiente para me calar!!!

Existem determinados assuntos que gostava de não tocar, falar ou remexer. Assuntos que deviam ficar arrumadinhos lá no cantinho do cérebro e só sair em caso de extrema necessidade ou de terapia.

Podia haver um método de programar a minha mente. Colocar no sistema da memória do dispositivo eléctrico todos os assuntos que considerasse motivo de censura e tabus.

Dou por mim a conversar sobre coisas que já deveriam estar enterradas nas profundidades da minha massa cinzenta unicamente para fazer conversa, e enquanto estou a abrir a goela tenho mesmo a nítida sensação que são assuntos sem interesse de discussão, tanto para mim como para quem está a ouvir-me, mas na mesma assim continuo a falar. Longe já vão os tempos da necessidade de desabafo, e tão pouco sou alcoviteira para falar de assuntos que não dizem-me respeito, mas no calor da noite, ainda com a pedalada toda da cafeína a correr-me nas veias e a lembrar-me que preciso de ir dormir mas que as insónias vão ser puras e duras, falo, falo, falo, falo e não é que não me calo?!? Mais valia mesmo, no momento em que o cérebro disparasse o pensamento estúpido para a boca, apanhar um choque atrás do pescoço!

18 comentários:

  1. Hum...um bocadinho sádica! Mas sim, em certas alturas tb eu gostaria de ter esse mecanismo!

    ResponderEliminar
  2. Sádica não..masoquista.Mas não era mau pensado!

    ResponderEliminar
  3. Excelente imagem.

    Com cafeína a altas horas, como não queres sofrer de insónias?

    Esse mecanismo de "auto-calagem" aprende-se com a idade. Lá por teres começado a frase sobre um tema que já não queres falar, não quer dizer que já não dê para terminar por ali. Ou mudar logo de assunto, sem ninguém perceber.

    ResponderEliminar
  4. Depois de começar já está o caldo entornado!
    Fica mais difícil mudar de assunto quando sou a única a falar e a pessoa a ouvir-me atentamente como aconteceu ontem...era um choque bem dado!

    ResponderEliminar
  5. Já comecei frases onde vi que me ia enterrar e... colocando reticiências na cena, olhando para o lado como quem gera suspense... consegui ter tempo para pensar em como sair da conversa. :D

    ResponderEliminar
  6. Estou mesmo a ver a cena. Não te conheço mas já tenho uma ideia de como serás e só de imaginar da-me vontade de rir!! lololol
    Posso estar muito enganada mas deves ser uma moca! lolol

    ResponderEliminar
  7. Ficas ofendido por eu achar que tens bom sentido de humor? Na minha opinião deves ser divertido daí rir-me ao imaginar a cena de virares a cara a disfarçar que já meteste pé na argola!

    Bah! Não disse nada de mal!

    ResponderEliminar
  8. :))

    Esse gesto de disfarçar é tão natural que ninguém percebe, nem dá vontade de rir.

    Ena, que menina brava!

    ResponderEliminar
  9. Acho que para quem te conhecer deve perceber os teus jeitos :)
    Mas se cortas a conversa a meio devem ficar a pensar que não bates bem da bola!

    Às vezes sou um bocadinho... :s
    Sorry...

    ResponderEliminar
  10. Não... não entendeste bem. Eles não notam. Noutro dia ia a contar uma cena que iria contra mim no meio profissional e reconsiderei ainda a tempo. Acabei por dar a volta ao texto sem me prejudicar, terminando a frase, tendo sentido e não parecendo tonto.

    Bravinha! Hmmppfff!! :P

    ResponderEliminar
  11. Estou a ver que já dominas a cena!

    Miaauuuuu!!!

    ResponderEliminar
  12. Adoro! Há coisa mais fofa? Para além de mim, é claro?!?

    ResponderEliminar
  13. Já vi que sim.
    Na foto estás engraçado, continuas igual?!?

    ResponderEliminar
  14. Parecido. Ora vê, também gosto deles, como tu:
    http://gimbras.nofuturo.com/milagres-da-natureza-e-da-vida

    ResponderEliminar
  15. Parecido? Até nem estás mal então!!
    Que lindos os teus amigos.
    Também já tive vários mas entretanto faleceram e com medo de levar novo desgosto não tive mais nenhum. Mas minha irmã tem um, o Robalo, é a delícia aqui da tia!

    ResponderEliminar