Creio que preciso...

... de alguns conselhos, de algumas palavras que iluminem pois tenho a minha cabeça a mil com tanta idiotice que já não sei o que é certo, o que é errado, onde estou a agir bem, onde falho e o que fazer para conseguir sair deste mini-tormento no qual coloquei-me desde o fim-de-semana...o grande problema é conseguir verbalizar o que sinto, é que as palavras simplesmente não saem!!
É um sentimento muito mau pois sinto-me um cadito sozinha, a olhar o horizonte e sem conseguir ver um palmo à minha frente!!!

7 comentários:

  1. Se realmente sentes o que queres falar,fala da forma mais simples que existe..fala como se estivesses a falar ctg mesma e deixa as palavras tomarem conta da conversa sem notares que estás a verbalizar mas apenas a conversar.

    ResponderEliminar
  2. Sílvia, já a contei no meu blogue mas repito-a aqui. Trata-se da história de um homem que foi ao médico por suspeitar de sofrer de uma doença terminal. O tipo tocava com o dedo na barriga e doía-lhe, tocava com o dedo na cabeça e o efeito era o mesmo. Na perna esquerda, na direita, nas costas, em qualquer parte do corpo onde calcasse com o dedo sentia uma dor aflitiva. Mas o diagnóstico do médico perante a aflição do outro foi muito rápido: 'O senhor não sofre de qualquer doença grave', descansou-o. 'Tem apenas o dedo partido'. Tudo isto para quê? Para te dizer que por vezes as coisas não são tão graves quanto se nos afiguram. E se mantiveres a calma mais facilmente te surgirá a fluidez.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. And: acho que no fundo tenho vergonha de verbalizar...por isso é que as palavras não saem! :s

    JL: tenho mantido a calma, pelo menos grande parte do tempo ou quando não me lembro do sucedido...

    Jinhos

    ResponderEliminar
  4. Não sei do que se trata, nem sei sequer se terei as palavras certas para te dizer!
    Mas se tiveres a seguir os teus sentimentos, se estiveres a ser sincera a ti própria, estarás a agir correctamente.
    Por outro lado, ajuda se conseguires exteriorizar o que sentes. Faz um esforço, com certeza que irá valer a pena!

    ResponderEliminar
  5. Quando vivemos mais preocupados com os outros do que connosco acabamos por ser menos honestos com os nossos sentimentos, colocamo-nos em segundo lugar. Por isso não sei dizer se estarei a ser sincera comigo mesma...

    ResponderEliminar
  6. ola silvia,sou novo nas andanças de blogs,(aínda tou a tentar construir o meu)gostei muito do teu,diz me muito ,e hoje tal e qual, sinto o mesmo,akele abraço.

    ResponderEliminar
  7. Obrigada zé carlos!
    Vou passear pelo teu blog! :)

    ResponderEliminar