Quero voar alto

Preciso tomar coragem para iniciar os projectos que tenho em mente mas vivo num misto de receio e frustração que me impedem de andar para a frente.
Culpo-me diariamente por sentir que não atingi nem metade do que me propus na adolescência e na mesma assim não tenho iniciativa suficiente para mudar seja o que fôr.

Todos os dias me queixo internamente que não gosto, nem um pouco, do que conquistei até agora. É simples, não pressupões esforço e é rotineiro. Tudo o que imagino fazer e que me daria prazer é completamente o oposto e, portanto, mais adequado à minha forma irrequieta de ser. Porquê então não sou capaz de dar o passo em frente, libertar-me destas amarras feitas de medos e receios de falhar e partir para a aventura mesmo que isso signifique falhar? Quantas pessoas não cairam antes de crescer? Eu também caí enquanto aprendia a andar e consegui, não entendo porque agora estou tão presa a mim mesma, sem falta de iniciativa.

Tenho a cabeça num turbilhão de ideias e sonhos, quando as compartilho com alguém há sempre uma palavra de "cuidado pois a situação económica mundial não permite grandes voos"...mas, caramba, não posso ficar assim eternamente!!!

Quero voar, quero ir mais além e conquistar o mundo, o meu mundo.

8 comentários:

  1. O ser humano é frustrado por Natureza.
    Ninguém tem tudo aquilo que quer ou alcança tudo o que deseja. Mas podemos sempre tentar. E, ao tentarmos, estamos muito mais próximos de atingir o que nos proposemos. E tu não serás excepção.
    Tenho a certeza que conseguirás. Vai á luta. Em frente é o caminho. (como diz alguém que não me lembro...) :)

    ResponderEliminar
  2. A situação económica está má,mas a vida não pára.
    Custa sair e enfrentar o medo mas é pior depois olhares para trás e pensares no que podias ter feito.
    Mesmo que vás ganhar menos, e que no inico te custe pelo menos não fica a ideia do "e se..."
    bj

    ResponderEliminar
  3. LH: tens toda a razão. Obrigada pelas palavras de incentivo :)

    *C*: nem é tanto pelo dinheiro é mesmo pelo receio..a ver vamos, obrigada :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  4. "Why do we fall, sir? So that we might learn to pick ourselves up."

    Quando te conseguires libertar pela primeira vez, será tudo mais fácil.

    Há qualquer coisa do género que escreveste lá no meu blog, o mesmo sentimento.

    ResponderEliminar
  5. Gimbras: and the sir was, and still is, right!!
    Já andei a rondar os arquivos no teu blog 6ª feira passada. Textos muito porreiros. Nota-se que o gosto pelo blog cresceu bastante, de 2 ou 3 post mensais passaste para 30, 40 e muitos mais. :)

    Quando conseguir libertar-me pela primeira vez ninguém me pára ;)

    ResponderEliminar
  6. Compreendo bem o que sentes, tenho sentido o mesmo no último ano para cá!
    E também eu quero tratar disso!
    Não é fácil dar o primeiro passo, 1º porque nem sabemos bem por onde começar, depois porque temos medo do incerto e de cairmos e não nos conseguirmos levantar! E por isso optamos pelo caminho mais fácil, deixando-nos ficar como estamos...

    ResponderEliminar
  7. É uma citação do filme "Batman Begins". O Bruce já andava cansado com uma situação, e o mordomo saiu-se com essa frase, reportando à infância do moço, para que ele visse que, na vida, caímos muitas vezes, mas é com o intuito de aprendermos a levantarmo-nos de novo.

    Serve para dizer, não tenhas medo de arriscar. Não tenhas medo de sair daí. Ainda que caias, ainda que dê em erro, porque se não o fizeres hás de te lamentar sempre.

    É que te esqueceste duma coisa: tens medo de errar, contudo, por vezes, fazemos um erro ainda maior ao não arriscarmos. (Isto é, erramos sempre.)

    Já tinha abordado a temática deste teu post aqui:
    http://gimbras.nofuturo.com/toques-de-campainha e tu já tinhas comentado e tudo.

    Quanto ao meu blog: o número de posts e dedicação depende do tempo e do emprego. Sempre escrevi mesmo sem ser no blog.

    P.S.: Gostei deste meu comentário. Acho que dará um excelente artigo.

    ResponderEliminar
  8. Elisabete: não gosto desse caminho mais fácil...é o mais triste!

    Gimbras: gostas mesmo do que escreves :D Escreve, concerteza vou ler!
    Consciencia das coisas eu tenho por isso escrevo e comento. Eu sei a resposta às minhas frustrações mas isso não afasta o receio de colocar em pratica a solução.

    ResponderEliminar