Dia 1 - Decisão

Talvez o problema seja eu e realmente o mundo seja um sítio deveras pacífico para se viver, eu é que não o vejo assim.
Vejo-o como um sítio onde temos que constantemente nos ajustar aos outros e os outros não o fazem a nós.
O cansaço apodera-se e o corpo finalmente cedeu porque não aguenta, porque sabe que está atrasado em viver, porque sente diariamente uma pressão que não deveria existir, mas existe!
Não dá e isso já assumi para mim mesma! Não posso. Não devo e é mais do que urgente travar e fazer algo por mim senão serei apenas mais uma pessoa a ser recordada e por este andar não será com carinho.
Onde estou já não há lugar para mim há muito tempo. Demorei a aceitar isso, a aceitar a mudança e ver como ela estaria a fazer-me muito mal. Foi preciso chegar ao ponto que cheguei para entende-lo.
Se a vida é bem mais do que aquilo que se me apresenta, se na verdade eu tenho capacidade para tornar os meus sonhos reais e ser mais feliz, não posso deixar mais ninguém fazer-me mal, não posso fazer-me este mal. E se não há espaço para mim, eu saio. Porque tem coisas demasiado valiosas e a minha saúde vem em primeiro. 
Lamento se esta decisão vai causar abalo na vida de alguém, se vai mexer com valores, se vai ser motivo de discórdias  mas prefiro as pessoas aborrecidas comigo do que irem por-me flores no túmulo.
Está decidido!

5 comentários:

  1. Acima de tudo temos de ter cuidado com a nossa saude e tomar conta de nos. Infelizmente esquecemo-nos disso muita vez e metemos tudo e todos à nossa frente, não pode ser!!
    Não é ser egoista mas primeiro estamos nos proprios, se estivermos bem connosco tudo o resto é mais facil e perfeito.
    As melhoras.

    ResponderEliminar
  2. É mesmo!
    Só quando estivermos bem connosco é que também podemos cuidar dos outros.
    Obrigada! :)

    ResponderEliminar
  3. Não sei se estou a perceber ao que te referes (acho mesmo que não) mas seja o que for, se é por ti que o fazes é de certeza uma decisão sensata! Antes de mais, és tu que importa, a tua saúde e o teu bem estar.
    E quanto a mim, acho que há sempre lugar para alguém como tu :)

    ResponderEliminar
  4. Obrigada fofinha!
    Tenho mesmo que cuidar de mim, colocar-me em primeiro lugar senão não dá! Já dei muito de mim aos outros e esqueci-me de mim. Está na altura de mudar isso!

    ResponderEliminar
  5. Não sei exatamente sobre o que está falando, mas entendo bem deste sentimento de falta de reciprocidade das pessoas. Sentir-se um estranho no mundo. Nunca é fácil tomar decisões que provavelmente as outras pessoas de nosso convívio não entenderão. Mas procure o que é melhor para você. Boa sorte!

    ResponderEliminar