Intuição

O homem tem capacidades intuitivas extraordinárias. Consegue intuir a hora das coisas, mesmo ainda antes do gelo estalar sob os seus pés. Mesmo antes de algo acontecer, o ser humano é capaz de intuir que chegou a hora. E é assim há milhares de anos.

Mas o homem julga. O homem escolhe acreditar que não é capaz, e mesmo que seja capaz, que a intuição não é boa coisa. Por isso tapa. Por isso bloqueia. O homem bloqueia a sua capacidade mais magnânima. A sua capacidade de andar antes do tempo e de cuidar para que tudo possa acontecer como tem de acontecer, pelo simples facto de ele ter intuído.

O homem tem a tendência para bloquear não só essa, mas quase todas as suas capacidades. «Eu não sou capaz.» «Eu não mereço.» «Isto é bom demais para mim.» São frases que, ditas milhares de vezes, arriscam-se a tornar-se realidade.

Acredita na tua intuição. Ela é poderosa e transmutadora. Podes não acreditar em mais nada, mas acredita na tua intuição. Ela pode não mudar o mundo, mas com certeza mudará o teu mundo. E isso já é mais do que suficiente.

Alexandra Solnado

4 comentários:

  1. Olá Sílvia, espero que hoje estejas melhor. Eu confio e muito na minha intuição, aquela vozinha que surge de mansinho por entre os fios da razão. E por alguma vezes decidi seguir a intuição, sendo que ela nunca me desapontou. Penso que o segredo estará mesmo num equilibrio saudável entre estas duas coisas, intuição e razão. Por vezes tendemos a menosprezar a intuição, pensando que se trata de alguma tonteria ou de algo inoportuno, subjectivo e pouco claro. Longe disso! Podemos não conseguir explicar o porquê dela surgir, num dado momento e perante uma dada situação, mas que tem uma significação, lá isso tem!
    Beijinhos,Sofia

    ResponderEliminar
  2. Sim, eu também acredito no poder da intuição e todos os seres humanos estão dotados dessa capacidade, uns mais que outros, depende do género e da forma como a desenvolvemos. Conseguir o equilíbrio entre a razão e a intuição é que não é um caminho nada fácil. Quando chamamos a razão para decidir estamos a colocar a intuição em causa e podemos correr o risco de deixar de ouvi-la.
    Eu creio que a intuição é um instinto básico do ser vivo, mas desconheço suas origens físicas. Agora, que seria bom ouvi-la mais vezes, isso seria! ;)

    ResponderEliminar
  3. Esta Alexandra Solnado andou a ouvir o Wayne Dyer, ai andou andou... e leu o livro "excuses be gone" ai leu leu ;) beijos

    ResponderEliminar
  4. Lololol. Se calhar é daí a influência. Mas se é assim então é um optimo autor!!

    ResponderEliminar