Prioridades


O que será que importa mais:
um bom ordenado mas sentirmo-nos mal com o trabalho que executamos, ou um ordenado mais baixo e termos gosto no que fazemos?

Dinheiro ou prazer? É que isto, com a crise, não está fácil...

6 comentários:

  1. Eu sempre fui defensora que se deve fazer o que se gosta.

    Bjx

    ResponderEliminar
  2. Pois... o problema é que dificilmente há essa possibilidade de escolha!!!

    ResponderEliminar
  3. Acho que se deve optar sempre por fazer aquilo de que se gosta. Vai por mim...:)

    ResponderEliminar
  4. Aninhas: também penso assim.

    Bloguótico: será? É que começo a achar que com esta coisa toda da crise as pessoas estão mais preocupadas com o dinheiro do que com o bem-estar!

    Joaquim: concordo! :)

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente começo a achar que é uma sorte hoje em dia as pessoas fazerem o que gostam! É como dizes, a prioridade neste momento é o dinheiro, como se fosse uma questão de sobrevivência!
    É triste...

    ResponderEliminar
  6. Pois, o que me chateia é mesmo isso, sobreviver e não viver!
    O que levamos desta vida assim? Cansaço, sacrifícios, medos, pena de não termos aproveitado melhor... será que é suposto ser assim?

    ResponderEliminar