A-ah!

Ontem tive um pequeno momento a-ha! Estou à espera do grande momento mas enquanto isso tenho estes pequenos. E para que não hajam más interpretações dos meus momentos a-ha explico que são momentos em que pequenas lâmpadas acendem no topo da minha cabeça e faz-se luz! Pois bem, ontem tive uma pequena lamparina!
Um certo senhor assinou um contrato por 4 anos e mais não digo porque para mim é assunto sem interesse. Mas foi esta notícia que me fez despertar para o facto de eu necessitar de pensar nas coisas mais a curto prazo que a longo prazo. Muitas vezes não tomo decisões que até seriam benéficas para mim pois a ideia de ficar "presa" a uma situação faz-me recuar. Pensar que posso arriscar e não precisa de ser nada definitivo fez-me ver as coisas por outra perspectiva. Dou um exemplo: estou à procura de casa e sempre que encontro algo que até poderia servir sinto-me a recuar, o que é um autentico paradoxo pois se estou à procura é porque quero...mas enfim!! O que me faz recuar é o pensamento imediato que tenho sempre que a oportunidade se aproxima ou seja "e se não quiser mais?" "E se me encher daquela casa?" "E se não gostar da experiência de viver sozinha?" Para mim eram perguntas que indicavam uma situação permanente. Confesso, sou adversa à mudança, tenho receio de tudo o que é novo e estranho e tudo o que seja rotulado de "para sempre" causa-me espécie! Mas graças ao Special One hoje consigo ver tudo noutra perspectiva. Pode até ser "para sempre" mas as portas de saída de emergência estão à vista e se tiver de sair mais cedo eu saio! A-ah! Boa!

5 comentários:

  1. eheh tenho de reler isto!
    sorry falta de tempo!

    ResponderEliminar
  2. Esses são medos que não partilho porque em toda a decisão que se afigure má é sempre possível voltar atrás...

    **

    ResponderEliminar
  3. Também padeço desse mal, infelizmente!
    Mania de pensarmos demasiado nas coisas e no depois, como será, como não será!

    ResponderEliminar