My closer...finalmente

Finalmente tive o meu encerramento, o bendito esperado à tanto tempo e que teimava em não aparecer!
Era um dia como outro qualquer e nada fazia prever que seria diferente de todos os outros até então!
Na minha mente eu sabia que assuntos ainda estavam pendentes, sabia que haviam coisas que tinha de encarar para finalmente deixar de me preocupar e seguir em frente, mais leve, mais tranquila. E assim foi. Aquele encontro momentaneo naquele dia foi o empurrão que eu necessitava para me libertar das amarras e voltar a ser eu.
Não custou tanto como eu pensaria que fosse custar, até surpreendi-me como o ver não mexeu com um unico centímetro do meu corpo. Tive apenas um ligeiro sentimento de pena por ver a outra pessoa que eu sei perfeitamente que vai passar por todo o sofrimento que as anteriores passaram, mas a vida é mesmo assim, e se as anteriores conseguiram, essa também conseguirá e não é, definitivamente, problema meu!
Foi esse preciso momento que fez com que eu tivesse um final de noite magnífico, como há muito não tinha. A sensação de leveza no meu corpo, de capacidade de chegar mais longe, de querer chegar mais longe e sentir-me bem com a ideia levou-me a aproveitar o momento sem pensar no amanha, sem querer pesar consequências e a noite revelou-se fenomenal!
Agora percebo como convem mesmo desligarmo-nos um bocadinho de tudo para permitirmos que coisas boas cheguem até nós, principalmente aqueles que, como eu, têm a mania de racionalizar tudo e mais alguma coisa.
Quando um ciclo termina outro inicia-se. Custa muito abrir mão daquele que fechou, doi bastante por todas as coisas que somos obrigados a encarar mas agora tenho mesmo a certeza que o melhor mesmo é termos consciencia que o ciclo que se inicia será melhor que o anterior!
A vida é mesmo para ser vivida e aproveitada! E não vale a pena ficar a pensar no que passou pois o que vem aí e o que já está aqui é bem melhor!

2 comentários:

  1. Que diferença meu Deus, parece que te sairam quilos de cima!
    E agora é bola para a frente, há tanto ainda para fazeres e viveres!
    E eu vou estar aqui...
    (Ah! É bom acompanhar-te, sejam nos bons ou maus momentos).

    ResponderEliminar
  2. E sairam, toneladas!! :)
    Ainda bem que estás presente em todos os momentos, maus ou bons tens sido fantástica comigo.
    Não abro mão da tua amizade, e farei sempre de tudo para mantê-la.

    ResponderEliminar