Hoje estou triste

Hoje estou triste. Não que tenha algum motivo específico para assim o estar, penso ser já um conjunto de pequenos motivos e desmotivações, demasiados pensamentos e realidades que colidem com o que desejo, com o que quero e com o que obtenho.
A vida não é complicada, de todo, consigo inumerar imensas coisas que adoro na vida mas é cansativa, demasiado cansativa. Se tivesse que pensar a minha idade neste momento teria de dizer que minha alma é uma criança, o meu corpo um adulto jovem e a minha mente idosa. E é a mente que está a ganhar a batalha. Não por ser mais forte, apenas porque o estou a permitir.
Uma vez mais repito, a vida não é complicada. Complicado é sentirmos-nos, na maioria das vezes, deslocados, fora do contexto, sozinhos no meio da multidão porque as energias não conectam com as nossas, os pensamentos não são partilhados da mesma forma e sabemos, sem qualquer dúvida, que pertencemos a qualquer outro lado menos onde estamos no presente. Contudo, também sei que esse sentimento seguir-me-à para todo o lado até achar-me.
Dizem, e com toda a razão, que nunca devemos desistir dos nossos sonhos. Não penso em desistir dos meus mas, e escrevo em modo suspiro, estou cansada de estar agarrada a eles e simplesmente não chegar a lado algum.
Hoje sinto-me triste. Não melancólica, triste, apenas porque sim. E sem mais explicações, hoje baixo as armas, os radares, as antenas e tudo o que mantém-me em contacto com a vida. Por hoje, apenas por hoje, eu desisto.

Sem comentários:

Enviar um comentário