Hoje sonhei contigo

Hoje sonhei contigo.
Como habitual, os sonhos são demasiado reais e tudo o que vejo e sinto é vivido como de realidade se tratasse. Compreendo a mensagem do sonho, sei bem o que significou e como é útil para daqui para a frente mas não posso deixar de reparar que ver-te mexeu comigo e não foi da melhor forma. Tua presença, tua energia são pesadas, fazem-me mal de tal modo que consigo perfeitamente entender porque me sentia sempre debilitada e doente junto a ti. Acordei com a mesma sensação, incomodada por ter 'estado' contigo, por te ter falado, por mais uma vez estar a discutir contigo, a desgastar-me.
Hoje não consigo perceber como te aguentei tanto tempo, porque te dei tanto o que de bom há em mim quando não merecias. Agradeço ter passado pela situação por ter revelado um lado meu que amo e que adoptei como o mais correcto, comigo e com o mundo. Claro que preferia que a lição tivesse sido de outra forma, mas já não importa mais. Já te desculpei as traições, os furtos, os abusos, a manipulação. Já não me fazes mais mal, nem tu, nem ninguém. Já nada me dizes e de ti nada guardo. Serás apenas um nome, um capítulo, uma pedra no castelo que construo.
Espero que o sonho de hoje tenha sido tua última visita e que não apareças mais. Não há espaço para ti, não há nada para ti, nem mesmo um lamento. Conseguiste tornar tua existência e tua vida numa insignificância tal para mim que nunca imaginei ser possível entre nós.
Podia dizer que te desejo tudo de bom e que sejas feliz mas a verdade é que é-me indiferente se sorris ou choras, se estas vivo ou numa valeta.
Não apareças, de nenhuma forma. Nem nesta nem em outra vida.
Sem ti eu sou a melhor versão de mim e isso não roubarás mais.

Sem comentários:

Enviar um comentário