A saudade

"Não se quantifica a saudade que se sente mas sente-se a sua imensidão a atravessar o peito e a criar um desejo para além de doido de ver, tocar, ouvir. Eu tenho muita saudade tua, até mesmo quando ainda não te foste, sofro por antecipação a sensação de não te ter, a incerteza de quando te terei. Como falei, é uma sensação para além de doido. Mas tenho-a comigo e não gosto dela. Deixa-me inquieta e a inquietude tolda os meus pensamentos. Estupidifico quando tenho saudades tuas por isso não me deixes na saudade de não te ter, prefiro a que sinto quando olho para ti e te posso tocar." (...)

Autor desconhecido

Sem comentários:

Enviar um comentário